19 de Junho de 2019

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

Terça-feira, 14 de Maio de 2019, 14h:33 - A | A

CORTE DE GASTOS

Em MT, a construção de 10 mil unidades habitacionais pode ser paralisada por falta de recurso

G1

Foto: Reprodução/TVCA

image

A construção de cerca de 10 mil unidades habitacionais em Mato Grosso pode ficar paralisada por falta de recursos. De acordo com uma audiência realizada, neste segunda-feira (13), por representantes da indústria e do setor de construção civil, o corte de gastos anunciados pelo governo federal vai atingir diretamente a construção civil.

Dentre as medidas adotas pelo contingenciamento está a redução de R$ 100 para R$ 70 mil dos subsídios do Programa Minha Casa Minha Vida.

De acordo com representantes da indústria da construção civil, os contratos do programa são responsáveis por movimentar 70% do mercado imobiliário no estado. Alguns contratos estão parados há seis meses, por falta de recursos.

O total de recursos previstos para contratação de projetos, este ano, em Mato Grosso é de R$ 1 bilhão. Entretanto, o presidente da Federação das Indústrias (Fiemt), Gustavo Oliveira, afirmou que, com os recursos que já foram liberados, o setor terá com funcionar até o final deste mês.

"A expectativa é que o ritmo de obras e projetos diminua cada vez mais até o final de setembro ou outubro. Caso não haja uma reversão, a indústria da construção civil entrará colapso" comentou ele.

O presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Civil da Região Sul do Estado de Mato Grosso (Sinduscon), Júlio Flávio de Campos, disse o impacto ocasionado pelo corte atingirá cerca de 30 mil empregos diretos, pois todos o setores da indústria de construção têm contratos diretos ou indiretos com o Minha Casa Minha Vida.

As dificuldades financeiras no programa são o resultado da queda na arrecadação nos últimos anos, por causa da crise econômica. O governo diz ter rombos bilionários nas contas e que estaria tendo dificuldades para manter investimentos.

Atualmente, 90 mil famílias são beneficiadas pelo Minha Casa Minha Vida em todo o estado.

Imprimir




RÁDIO

Citadas por Temer, fake news não são tema principal da

Citadas por Temer, fake news não são tema principal da

Citadas por Temer, fake news não são tema principal da





ENQUETE

VEJA MAIS

Você é contra ou a favor ao novo decreto do porte de armas?

PARCIAL

(65) 3052-6030

redacaocopopular1@gmail.com admcopopular1@gmail.com financeiro@copopular.com.br

logo
image