COM TIME TITULAR DEFINIDO, FELIPãO Vê ACIRRAR DISPUTA INTERNA ATé NO AQUECIMENTO
30.05.2014

A disputa por uma vaga no time titular da seleção brasileira nas vésperas da estreia da Copa do Mundo tem sido leal, mas ríspida. Na quarta e na quinta-feira o técnico Luiz Felipe Scolari realizou treinos de dois toques antes de um coletivo em campo reduzido. E até nessa espécie de aquecimento as disputas pela bola têm provocado entradas fortes tanto de titulares como de reservas.

O técnico manteve na quinta-feira o time que iniciou a final da Copa das Confederações há 11 meses, mas nem os que iniciam a preparação para a partida contra a Croácia, dia 12 de junho, com a moral do título contra a Espanha se dão ao luxo de tirar o pé em divididas.

Veja lances de divididas ríspidas nos treinos dessa semana na Granja Comary
Bernard sente dores após falta sofrida em treino da seleção em Teresópolis.

Na manhã de quinta-feira, antes do coletivo, a disputa viril no exercício de dois toques provocou uma sequência de pedidos de desculpas entre os jogadores. Bernard tentou tirar a bola de Neymar com um carrinho e foi o primeiro a "levantar" um companheiro. Depois Willian e Dante tiveram uma disputa dura. Tudo sob olhar de Felipão ali do lado. Quem entrava mais duro logo se solidarizava com sua "vítima". Foi assim também em lances entre David Luiz e Fred e Daniel Alves e Oscar.

Só uma disputa não terminou tão bem. Já no coletivo, Jô deu entrada dura em Luiz Gustavo e volante se contorceu no campo. Não aceitou as desculpas prontamente e só falou com o atacante depois da atividade. Para os jogadores da seleção que falaram com a imprensa ao fim desse treino isso é sinal da vontade de todos em estar entre os titulares.

"O objetivo é sempre jogar. Isso é positivo para o grupo. Se o reserva se esforça não deixa quem está de titular relaxe. Ele sabe que alguém de fora está doido para jogar. Todos têm potencial e se vacilar entra na vaga. É uma disputa saudável, se todo mundo tiver esse objetivo, para mostrar que tem condições, o grupo se fortalece. Isso faz com que a briga aumente e todo mundo ganha", disse o meio-campista Hernanes, reserva de Luiz Gustavo e Paulinho.

Felipão parou os treinos algumas vezes para pedir justamente que todos se dedicassem e lutassem pela bola. Para Marcelo, esse é o sinal de que todos os convocados estão motivados, mesmo que os 11 titulares estejam definidos. "Ele para pos treinos para cobrar, falar, é o papel dele e deixa todo mundo ligado".

O goleiro Jefferson, reserva de Julio Cesar e com poucas chances de jogar a Copa já havia mandado o recado do espírito dessa seleção. "Ninguém veio aqui para cumprir tabela. Todos vão tentar mostrar para o Felipão que pode ser titular em todos os treinos", comentou na terça feira.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade