MAPA DA VIOLêNCIA MOSTRA AUMENTO DE 13% NOS SUICíDIOS EM MT
29.05.2014
cuiaba-aerea3.jpg

 

A nova edição do Mapa da Violência coloca Mato Grosso como a terceira unidade da federação em aumento no número de casos de suicídios entre 2011 e 2012. O estado teve um crescimento de 17%, ficando atrás apenas de Goiás e do Distrito Federal. 

A pesquisa “Mapa da Violência 2014. Os jovens do Brasil” divulgada pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO) analisou dados do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde (MS). A pesquisa caracterizou a violência em três grandes grupos: mortes por homicídio, acidentes de trânsito e suicídios. 

Entre 2011 e 2012, Mato Grosso teve um aumento de 17,1% em casos de suicídio. Em 2011 o Estado havia registrado 158 mortes, porém em 2012 foram 185 mortes. 

Conforme a FLACSO, em 10 anos, mesmo levando em consideração o crescimento populacional, o estado teve um aumento de 20,9%. Foram registradas 5,6 mortes para cada grupo de 100 mil habitantes. 

Em Goiás, o aumento foi de 19% de 2011 para 2012. O Estado registrou 397 casos, uma média de 6,5 mortes para cada grupo de 100 mil habitantes. No Distrito Federal o aumento foi de 25,7%. 

O Rio Grande do Sul foi o estado com mais casos de suicídio por número de habitantes. Foram 10,9 para cada 100 mil. 

HOMICÍDIOS

De acordo com o Mapa, Mato Grosso teve um aumento de 11,1% no número de homicídios entre 2002 e 2012. Em 2012, o ano mais violento da pesquisa, o estado ficou em 13º lugar em homicídios per capta. Foram contabilizadas 1.070 mortes. Uma média 34,3 para cada grupo de 100 mil moradores. Alagoas foi o que mais teve homicídios por habitantes, foram 64,6 mortes para cada 100 mil. 

 Nos acidentes de trânsito, a mortalidade continua crescendo. Tomando com base a morte de motociclistas, entre 2002 e 2012 as taxas só caíram em Roraima e Distrito Federal. Entre 2011 e 2012 somente Mato Grosso registrou queda no número de mortes, porém se levar em consideração todas as mortes causadas no trânsito, nenhum estado registrou decréscimo. 

Em 2012, taxa de homicídios no país foi a mais alta desde 1980, quando os dados começaram a ser reunidos pelo SIM. Foram 29 homicídios para cada 100 mil habitantes. Em 32 anos a taxa de homicídios aumentou 43,5%. Entre 2003 e 2007, houve uma queda e posteriormente uma estabilização da taxa de homicídios, por conta das estratégias de desarmamento e políticas nos estados mais violentos. 

Porém, o índice voltou a subir. De 2011 para 2012, o número de homicídios passou de 49,6 mil para 56,3 mil. Um crescimento de 13,4%, mas se forem consideradas as taxas de aumento da população, o aumento é de apenas sobem 2,1%. 

Entre 2002 e 2012 cresceram significativamente o número de vítimas nos acidentes de trânsito, que passaram de 33,2 mil para 46,5 mil, um aumento de 38,3%. 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade