GOVERNO PREPARA OBRAS PARA ENTREGA ANTES DA COPA E ACELERA 'MAQUIAGEM' NOS CANTEIROS DO VLT
09.06.2014

Foto: Reprodução

Governo prepara obras para entrega antes da Copa e acelera ‘maquiagem‘ nos canteiros do VLT

Das 56 obras prometidas pelo Governo do Estado para a Copa do Mundo em Cuiabá e Várzea Grande, 19 estão concluídas e mais três devem ser entregues antes do início do evento. Essa é a perspectiva da Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa), a três dias da abertura do evento. A secretaria ainda corre contra o tempo para modificar o panorama de ‘caos‘ da mobilidade urbana liberando acesso a todas as vias da capital e ainda ‘maquiando‘ algumas obras, no sentido de melhorar o visual da cidade.

Novo setor de desembarque é liberado no Aeroporto Marechal Rondon
Obra não inaugurada da Copa passa por readequação na iluminação

Uma verdadeira ‘força-tarefa‘ trabalha em ritmo acelerado para que três grandes obras sejam concluídas a tempo da Copa do Mundo na capital. Uma delas é a trincheira Santa Isabel (Verdão) que desde a semana passada já está servindo o tráfego de veículos na via principal (inferior). No último final de semana, veículos transitavam nos dois sentidos da grande pista inferior. O Governo do Estado pretende liberar oficialmente a trincheira até a próxima quarta-feira, após os retoques finais na parte da rotatória superior.

Outra obra ‘pronta‘ e à espera da inauguração, segundo apontamento da Secopa, é a avenida Mário Andreazza, com oito quilômetros de extensão. A via já vem recebendo o trânsito de veículos, mas não passou pelo protocolo da inauguração. Segundo a Secopa, ainda há alguns retoques em andamento.

A terceira obra do Mundial a ser entregue em última hora é o viaduto Dom Orlando Chaves, sobre a avenida da FEB, em Várzea Grande. Segundo a assessoria de imprensa da Secopa, o elevado está praticamente pronto e deve integrar o pacote das três obras que serão entregues imediatamente. 

‘Maquiagem‘

Ao mesmo tempo, seguem os trabalhos visando melhorar o visual nos canteiros de obras em Cuiabá e Várzea Grande. Já com os trabalhos de implantação da via permanente e instalação de trilhos interrompida para o período da Copa do Mundo, o consórcio VLT Cuiabá-Várzea Grande, se concentra na preparação dos canteiros. Dezenas de operários trabalham com plantio de grama nos canteiros, às margens de meio-fios. 

O consórcio negou o boato de que a grama cobriria todo o canteiro para ‘posteriormente ser retirada com o reinício dos trabalhos‘. Considerando isso, a parte central do canteiro deverá ficar em terra pura, cercada por uma tira comprida de grama.

No entorno de outras obras como os viadutos da UFMT e MT-040, assim como no Complexo Viário do Tijucal e na trincheira Jurumirim, as construtoras estão atuando na limpeza e liberação das vias. A primeira avenida a ser desobstruída foi a FEB, em Várzea Grande, que estará livre para tráfego nos dois sentidos - ida e volta - durante a Copa do Mundo. Só após a realização da última partida em Cuiabá, os trabalhos deverão ser retomados.

Não pára - Ao contrário das obras do VLT que terão uma ‘pausa‘ para o período do Mundial, outras intervenções como o viaduto da MT-040, o viaduto da Beira-Rio e a construção do Centro de Operações e Manutenção do VLT não serão paralisadas durante os jogos, por não estarem localizadas em pontos cruciais para o tráfego, segundo a assessoria da Secopa.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade