EMPRESáRIO E IRMãO DO PREFEITO AFASTADO PRESOS E RECOLHIDOS NO CARUMBé
09.06.2014

Apesar de os vereadores de Chapada dos Guimarães não terem cassado o prefeito José Neves (PSDB), afastado do cargo por suspeita de improbidade administrativa, a Polícia Judiciária Civil, atendendo mandados de prisões concedidos pela juíza Silvia Renata Anffe, da 1ª Vara da comarca local, fez várias prisões de servidores e empresários

O prefeito foi afastado das funções em maio, em seu lugar assumiu o comando do município o vice-prefeito Lisu Koberstain (PMDB). José Neves é acusado de contratar irregularmente empresas para o transporte escolar. O município assumiu contratos com empresas no valor de R$ 2 milhões.

Em quatro meses de serviço, a prefeitura chegou a pagar R$ 487 milhões para as empresas Erlan Souza-ME, Transporte Nogueira RN Costa Santos, Elijack Transportes e Serviços LTDA, Carmerindo Pinheiro de Souza, Transrodex Transportes Ltda, Elson Mamoré, Reyner Tour Ltda e Gerson Benedito da Silva-ME. A investigação e denúncia é do Ministério Público Estadual.

Agora, surge nova investigação contra a administração José Neves. Desta vez, foram presos servidores, que a polícia emite nomes, além do empresário Joel Santos, irmão do prefeito José Neves, e a empresária Miraci Teles. No caso dos servidores, a única informação é que são profissionais do setor de licitação da prefeitura.

Eles foram racolhido para o Carumbé.

Eles são investigados por fraudes em notas fiscais superfaturadas para pagamento de produtos alimentícios e de limpeza, que eram adquiridos pela Prefeitura. Tudo seria feito pelos servidores em conjunto com os fornecedores. O esquema teria movimentado mais de R$ 600 mil em notas empenhadas.

 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade