CHUVA AFETA 39 MUNICíPIOS E MAIS DE 3 MIL PESSOAS NO RS, DIZ DEFESA CIVIL
27.06.2014

Mais de 3 mil pessoas foram prejudicadas pela chuva que atinge o Rio Grande do Sul nos últimos dias. A informação foi divulgada pela Defesa Civil do estado no fim da manhã desta sexta-feira (27). O número de municípios que sofreram estragos chegou a 39. Segundo a Defesa Civil, 395 pessoas estão desabrigadas e 2.686 estão desalojadas. Em dois dias, choveu mais que a média para o mês inteiro na Região Norte do estado.

A ponte na ERS-480 que liga Nonoai a Chapecó, em Santa Catarina, ficou interditada durante toda a manhã desta sexta. Por volta das 11h50 o trecho foi liberado. Na ERS-211 entre Erechim e Jacutinga, no Norte do estado, a rodovia está bloqueada por causa do alto nível de água no rio. A BR-153 que liga Erechim a Concórdia, em Santa Catarina, está interditada para ônibus e caminhões. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, veículos leves passam pelo local.

 O Rio Uruguai em São Borja, na Fronteira Oeste, está 10 metros acima do nível normal, segundo o Corpo de Bombeiros. A previsão é que ele suba ainda mais, podendo chegar a 13 metros e acabar atingindo um total de 20 famílias. A Defesa Civil de São Borja estima que 10 casas e seis bares que ficam no cais do porto foram atingidos.

Na manhã desta sexta (27), os donos dos estabelecimentos retiraram produtos e freezers do local. A maioria das famílias deixou a área foi para casa de parentes e amigos. A prefeitura está auxiliando os moradores. Quem não tem lugar para ficar está sendo deslocado para centros comunitários.

 Para Odir dos Santos, de 30 anos, que trabalha como garçom em um dos bares atingidos, a cheia sempre causa muitos prejuízos. "Esta é a segunda vez neste ano que a enchente atinge o local onde eu trabalho. Desta vez, a Defesa Civil avisou antecipadamente", afirma. Com isso, as pessoas tiveram tempo de sair antes da água atingir as casas e os estabelecimentos.

Acesso a município é bloqueado no Norte
O principal acesso a Barra do Guarita, na Região Norte, está bloqueado devido às fortes chuvas. Na cidade, 600 pessoas estão desabrigadas. O prefeito decretou situação de emergência, mas a Defesa Civil do estado ainda não foi notificada.

Barra do Guarita ficou alagada com chuva no RS (Foto: Brunna Colossi/RBS TV)Barra do Guarita ficou alagada com chuva no RS (Foto: Brunna Colossi/RBS TV)

A água tomou conta das estradas no Norte. Em pelo menos três localidades o transporte escolar foi cancelado e as aulas, suspensas. Os alagamentos isolaram comunidades inteiras. No município de Áurea, pelo menos 11 famílias estão desalojadas. Na área rural, lavouras e criações de animais também foram atingidas.

O agricultor Henrique Maieski disse que a criação de frango para o abate foi embora com a água. Em Nonoai, no Alto Uruguai, a situação é a mesma. Os moradores foram pegos de surpresa na madrugada. Depois de duas horas do início da chuva, um trecho do rio transbordou e inundou dezenas de casas.

Em Nonoai, a água invadiu pelo menos 40 casas. Moradores tiveram de ser resgatados de barco. A Defesa Civil do município colocou um ginásio à disposição da comunidade e distribui mais de 1 mil metros de lona.

Chuva atingiu Iraí, RS (Foto: Reprodução/RBS TV)

Em Iraí, também na Região Norte, a chuva foi tão forte que em pouco tempo os rios subiram mais de 10 metros. O Rio do Mel que corta a cidade de Iraí foi represado pela cheia do rio Uruguai. O balneário municipal ficou embaixo d‘agua.

Barcos foram usados para remover famílias. A enchente quase encobriu algumas casas. A prefeitura encaminhou os desalojados para um Centro de Tradições Gaúchas (CTG) da cidade. A Defesa Civil do município estima que cerca de 300 famílias foram prejudicadas pelo temporal.

Previsão do tempo

 A previsão do tempo para o Rio Grande do Sul é de mais chuva nesta sexta-feira (27). Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), na divisa com Santa Catarina, na Região Norte e no Noroeste do estado são os locais onde deve chover mais forte. A média de chuva em junho é de 150 milímetros. Em algumas cidades, em apenas dois dias, choveu 200 milímetros.

Em todas as regiões o tempo fica instável nesta sexta. Nas regiões da Campanha, Sul, Serra,  Central e em Porto Alegre chove fraco a qualquer momento do dia. Até domingo a chuva atinge boa parte do estado. A maior quantidade, de 50 a 70 milímetros, vai ser no fim de semana no Norte, Litoral Norte, Serra e divisa com Santa Catarina.

O fim de semana tem alerta para temporal no domingo no Litoral, Região dos Vales e áreas próximas à Lagoa dos Patos. Os ventos podem chegar a 100km/h nos pontos mais altos da Serra e no alto mar há alerta de ciclone.

Principal acesso a Barra do Guarita foi bloqueado no RS (Foto: Brunna Colossi/RBS TV)
COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade