LúDIO é CONFIRMADO CANDIDATO A GOVERNADOR E DIZ QUE OFERTA PARA PSD é SUPLêNCIA
30.06.2014

O PT apresentou, hoje, com convenção estadual, o médico da rede pública e ex-vereador Lúdio Cabral como candidato ao governo do Estado. A apresentação foi feita durante ato político realizado na sede da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), em Cuiabá, e contou com a presença de filiados, simpatizantes e representantes de partidos aliados, como PR, PMDB e PROS. Lúdio foi apresentado como o candidato que representará a base de apoio à presidente Dilma Rousseff em Mato Grosso e terá ainda apoio do PC do B.

Ao discursar, o candidato a governador afirmou que fará uma campanha propositiva, principalmente a partir de três eixos fundamentais: políticas sociais, infraestrutura e desenvolvimento econômico. “Temos que sentar com os diversos segmentos da sociedade, o agronegócio e a classe política para manter o Estado no caminho do crescimento, sem esquecer os municípios e as minorias”.

Nas políticas sociais, a ideia de Lúdio é priorizar setores como saúde, educação, segurança e turismo. “Mas para financiar esses setores, temos que discutir uma reestruturação do Estado, ter uma logística que atenda as necessidades do nosso desenvolvimento e incentivar a economia, principalmente o agronegócio e a agricultura familiar, pois temos que fazer um governo participativo, que olhe para todos”.

Em relação ao vice, Lúdio disse que a coligação já tem uma decisão tomada, e que não contempla o PSD com o cargo, pois o nome de Teté Bezerra, indicada pelo PMDB está mantido. “Está em aberto para a composição a primeira segunda suplência do Senado”, pontuou. A chapa majoritária está composta por Lúdio governador, Teté como vice e Wellington Fagundes (PR) como candidato ao Senado. Ao PSD, de acordo com Lúdio, restaria indicar o nome para a primeira suplência ao Senado. 

Em relação ao vice, Lúdio disse que a coligação já tem uma decisão tomada, e que não contempla o PSD com o cargo, pois Teté Bezerra, indicada pelo PMDB, está mantida. “Está em aberto para a composição a primeira segunda suplências do Senado”, disse.  Ao PSD, de acordo com Lúdio, restaria indicar o nome para a primeira suplência ao Senado.

O deputado federal Welington Fagundes, presidente estadual do PR e candidato ao Senado, afirma que a candidatura de Lúdio é a opção para Mato Grosso continuar melhorando. “Tivemos muitos avanços com os governos dos presidentes Lula e Dilma. Por isso, temos que continuar nesse caminho”.

 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade