SOLDADO ACUSADO DE MATAR A SOGRA EM MT é EXPULSO DA POLíCIA MILITAR
03.07.2014

Um policial militar de 26 anos, acusado de matar a sogra e agredir a mulher, foi expulso da Corporação da Polícia Militar. A exclusão do soldado foi publicada no Diário Oficial que circula nesta quinta-feira (3), assinado pelo comandante geral da PM, Nerci Adriano Denardi. O crime ocorreu no dia 31 de março de 2013, na cidade de Aripuanã, a 976 km de Cuiabá.

Na ocasião do assassinato, a PM havia informado que o soldado e a mulher dele tinham discutido e o policial a agrediu. Com a mulher ferida, o soldado a levou até um hospital da região para receber atendimento. Porém, quando chegaram na unidade, a mulher se recusou a sair do veículo para ser medicada.

Nessa situação o casal retornou para casa, onde se encontrou com a sogra do policial, de 47 anos. A sogra, vendo a filha ferida, deu um tapa no rosto do genro. O policial sacou a arma e atirou contra o tórax da vítima. A sogra do policial ainda foi levada para um hospital mas morreu durante o socorro. Dois policiais que estavam em uma base da PM ouviram o disparo e prenderam o companheiro de farda em flagrante.

Atualmente o ex-policial cumpre pena no Presídio Militar de Santo Antônio do Leverger, 35 km de Cuiabá.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade