LADRãO QUE TROCOU TIROS COM A PM EM PLENA MIGUEL SUTIL TêM 13 PASSAGENS CRIMINAIS
02.07.2014

Os dois assaltantes que trocaram tiros com a Polícia Militar no início da tarde de hoje (1) em plena avenida Miguel Sutil, em Cuiabá, foram identificados como Erikson Cleiton Moreira Salgado, 30 anos, e Luciano da Silva. O primeiro -que relatou para os policiais militares que possui 13 passagens criminais por roubos, furtos e assassinato no estado de Rondônia -  foi baleado com um tiro de raspão no polegar. Já o segundo homem, levou um tiro no peito e é submetido a uma cirurgia nesse momento no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC).  Na delegacia, Erikson fez questão de dizer que cometeu muitos crimes, mas nunca foi preso por tráfico ou associação para o tráfico de drogas.

As versões sobre a ação inicialmente foram conflitantes, mas a última versão é a de que os dois homens são acusados de praticar um assalto contra três mulheres nas imediações da Superintendência do Banco do Brasil. Policiais militares do 10º Batalhão perceberam o que se passava e determinaram que a dupla se entregasse. Eles abandonaram a moto que usavam e Luciano saiu correndo em direção ao bairro Despraiado. Quando ele estava tentando alcançar o muro de um motel instalado na região ele foi baleado no peito e o projétil transfixou as costas. Ele caiu no local e imediatamente foi cercado de dezenas de curiosos e policiais militares. 

Já o segundo ladrão, saiu correndo em direção a uma área de proteção ambiental que fica atrás do motel Plaza, a poucos metros depois de onde Luciano caiu. Teve início então uma verdadeira caçada com auxílio do helicóptero da Polícia Militar. As buscas duraram cerca de 20 minutos e o ladrão acabou sendo localizado depois de desmaiar em frente a um escritório de contabilidade. Assustados, o proprietário do estabelecimento declarou que quando percebeu já se deparou com o homem caído. Ele citou que não houve tentativa de invasão a propriedade. 

O capitão Nogueira, do 10º BPM, informou a reportagem do Olhar Direto, que a arma do criminoso ainda não havia sido encontrada. Os policiais chegaram a subir no telhado de uma casa instalada ao lado do escritório onde ele foi havia caído em frente à procura da arma, mas nada encontraram.

Curiosos os moradores da região foram para porta de suas casas acompanhar a rotina dos policiais que encaminharam os dois bandidos para o PS.

Sem ferimentos graves, Erikson – que exalava odor de bebida alcóolica - foi para o Cisc do Planalto, mas se recusou a conversar com a imprensa. Ele deve ser autuado pelo crime de roubo e tentativa de assassinato contra os policiais. 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade