MINISTRO JOAQUIM BARBOSA PEDE ADIAMENTO DE APOSENTADORIA NO SUPREMO
08.07.2014

 O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, pediu na segunda-feira 7) que a publicação de sua aposentadoria seja adiada para o dia 6 de agosto. Barbosa informou que a decisão foi tomada para garantir uma transição tranquila para a gestão do vice-presidente do tribunal, Ricardo Lewandowski.

O gabinete de Lewandowski, no entanto, informou que não foi comunicado da decisão de Barbosa e que o andamento dos trabalhos indicava que o vice-presidente do STF assumiria a cadeira já na sessão de retorno dos trabalhos, marcada para o dia 1º de agosto.

Ministro Joaquim Barbosa confirma aposentadoria mas não justifica razão: “motivos pessoais”


Barbosa havia afirmado que a sessão do dia 1º de julho, última antes do recesso do Judiciário, seria sua última no Supremo. Na ocasião, o presidente do STF disse que deixa a Corte de forma tranquila e com a “alma leve”. Em maio, ele anunciou que se aposentaria antecipadamente, após 11 anos como ministro da Corte.

O ministro alegou que motivos pessoais o fizeram pedir a aposentadoria precoce. “Afasto me não apenas da presidência mas do cargo de ministro. Requererei no final de junho ainda este semestre meu afastamento após 40 anos dedicados ao serviço público. Tive a satisfação e alegria de compor esta Corte no que é talvez o seu momento mais fecundo, de maior criatividade e de importância no cenário político e institucional do nosso país. Sou fruto de deveras honrado de ter feito parte deste colegiado e de ter convivido com diversas composições, além da atual composição. Agradeço a todos”, declarou.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade