TRêS SUSPEITOS JUDEUS CONFESSAM ASSASSINATO DE ADOLESCENTE PALESTINO
07.07.2014

Três dos seis israelenses detidos pelo sequestro e assassinato na semana passada de um adolescente palestino confessaram o crime, indicou nesta segunda-feira uma fonte próxima ao caso.

"Três dos seis suspeitos detidos confessaram ter assassinado e queimado Mohamed Abu Khder, e realizaram uma reconstituição do crime"diante dos policiais, declarou à AFP a fonte, que pediu o anonimato.

Os homens foram presos neste domingo (6). Eles são judeus extremistas, o que levantou as suspeitas de que o crime pode ter motivação política.

Mohammed foi sequestrado na quarta-feira em Shuafat, um bairro de Jerusalém Oriental. Seu corpo queimado foi achado horas mais tarde em uma floresta a oeste de Jerusalém, em um ataque atribuído pelos palestinos aos israelenses extremistas como vingança pela morte de três adolescentes israelenses.

Os médicos legistas encontraram indícios de fumaça em seus pulmões, o que significa que ele estava vivo quando foi queimado, informou no sábado a agência Maan, citando o procurador-geral palestino Mohammed Aluweiwi.

O jovem também apresentava um ferimento na cabeça, mas que não causou sua morte, acrescentou Aluweiwi.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade