APESAR DO ALERTA DA SAúDE, MT NãO TEM CASOS DE FEBRE CHIKUNGUNYA
11.07.2014

Apesar do alerta do Ministério da Saúde sobre casos registrados no Brasil, neste ano, de infecção pelo vírus chikungunya - que provoca sintomas parecidos com os da dengue – nenhum desses casos foi constatado em Mato Grosso até o momento. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (Ses), mesmo com diversos grupos que se deslocaram de Mato Grosso para países onde o vírus circula, como o Haiti, não houve nenhum sinal de que a enfermidade tenha chegado ao estado.

A doença, segundo o Ministério da Saúde, é causada por um vírus do gênero Alphavirus e transmitida por mosquitos do gênero Aedes, sendo o Aedes aegypti (transmissor da dengue) e o Aedes albopictus seus principais vetores. Comparado à dengue, o novo vírus mata com menos frequência.

Em 2014, já houve 20 casos de febre chikungunya no Brasil. Destes registros, 17 são de militares e missionários brasileiros vindos do Haiti, de uma médica brasileira que também atuava no país e dois haitianos que estavam no Brasil. Embora seja uma doença oriunda da África, atualmente o vírus tem circulação em diversos países da Ásia, como por exemplo, Birmânia, Tailândia, Camboja, Vietnã, Índia, Sri Lanka e nas Filipinas. Nos últimos três anos, casos isolados da febre Chikungunya foram registrados no Caribe, Estados Unidos, Itália e França. No Brasil, notificações da doença foram detectadas em agosto de 2010, cujos pacientes apresentaram os sintomas após uma viagem para a Indonésia.

No idioma africano makonde, o nome chikungunya significa "aqueles que se dobram", em referência à postura que os pacientes adotam diante das penosas dores articulares que a doença causa.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade