RO: JúRI CONDENA A 21 ANOS HOMEM QUE TORTUROU E MATOU ZELADORA
14.07.2014

Os jurados do Tribunal do Júri da comarca de Cerejeiras (RO), acolhendo integralmente o sustentado pelo Ministério Público, condenara, Norberto Augusto Soares por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. O crime ocorreu na manhã de 17 de julho de 2013, na cidade de Corumbiara, ocasião em que o réu atraiu a vítima Elizângela Maria Campos Perotti para um encontro, em local isolado, e lá chegando a espancou com socos, chutes e pauladas na cabeça, a ponto de arrancar-lhe, ainda viva, todos os cabelos.

 

Não satisfeito, o réu, aproveitando-se do desmaio da vítima em razão das agressões por ele praticadas, utilizando-se de um estirante de moto, a estrangulou, ocasionando sua morte. Em seguida, arrastou o corpo na mata, servindo o cadáver como base de uma fogueira formada por madeiras e pneu, usando os cabelos retirados de Elizângela como ignição para atear fogo, tendo a cabeça do cadáver sido parcialmente queimada.

 

O crime teve motivação passional, segundo apurou o MPE, pois o réu não aceitou  o fim do relacionamento imposto pela vítima, "levando-o à prática do homicídio fútil, utilizando-se de asfixia e mediante dissimulação, bem como ocultação do cadáver". O plenário do Tribunal do Júri da comarca de Cerejeiras, já no terceiro julgamento da semana, teve lotação máxima na ocasião, pois a população de Corumbiara compareceu em grande número, dada a repercussão que o crime gerou à época, bem como pelo fato da vítima trabalhar como zeladora da agência do Banco do Brasil da cidade.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade