PACIENTE é MANTIDO VIVO POR 7 H COM RESPIRADOR MANUAL EM UPA DE MS
10.07.2014

Por sete horas, um homem de 57 anos foi mantido vivo com ajuda de um respirador manual na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Coronel Antonino, em Campo Grande. Reportagem do Bom Dia MS desta quinta-feira (10) mostrou que o paciente dependia do trabalho da equipe de enfermagem para respirar. Com uma câmera escondida, a TV Morena flagrou o atendimento.

A dona de casa Cleide Lemes Martins conta que o marido dela deu entrada na UPA por volta das 23h (de MS) de terça-feira (8). Segundo ela, o homem com quadro de pneumonia e suspeita de gripe A foi entubado na manhã de quarta-feira (9).

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), existem hoje apenas seis respiradores mecânicos para atender aos pacientes graves nas UPAs da capital sul-mato-grossense. Entretanto, na quarta-feira, quatro estavam em manutenção e só dois funcionavam.

O último boletim epidemiológico de Influenza, divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) na quarta feira, revelou que 13 pessoas morreram em Mato Grosso do Sul por causa da gripe A e que uma morte em Campo Grande ainda está sendo investigada.

O caso do homem de 57 anos preocupa porque, segundo a família, o quadro de saúde dele piorou muito nas últimas horas. Segundo os médicos, ele precisa de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A Sesau informou que tenta uma transferência pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas que não há vagas disponíveis nem mesmo na rede particular.

O secretário de Saúde de Mato Grosso do Sul, Antônio Lastória, garantiu que a situação não é rotineira. “Se você pegar a realidade de hoje, pode faltar. Amanhã talvez você tenha leitos ociosos. Então não dá para estipular a necessidade com parâmetro de leitos existentes, mas sim por situações momentâneas”, afirmou Lastória.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade