ENTENDA OS CUIDADOS COM A SAúDE DE MãES E BEBêS LOGO APóS O PARTO
10.07.2014

O Bem Estar desta quinta-feira (10) recebeu o ginecologista José Bento e a pediatra Marisa da Matta Aprile para explicarem quais os cuidados com a saúde de mães e bebês durante e após o parto. Segundo a pediatra, durante o pré-natal, o médico orienta a mulher sobre a alimentação para que ela não ganhe ou perca muito peso, já que isso reflete no peso do bebê. O ideal é que a criança nasça com mais ou menos 3 kg, como explicou a médica, para que ela não tenha um risco maior de desenvolver doenças, como diabetes.

Fora isso, agora há uma nova recomendação do Ministério da Saúde para que o encontro de mãe e filho após o parto aconteça o quanto antes. O primeiro contato com a mãe, a primeira vez que o bebê mama e tem essa relação de afeto com ela, é melhor para os dois porque estimula a ocitocina, hormônio que ajuda o leite a descer, como mostrou a reportagem da Ana Brito (veja no vídeo abaixo). Outra medida importante é cortar o cordão umbilical apenas depois que param as pulsações, cerca de 1 a 3 minutos depois, para que o bebê receba mais sangue da placenta e tenha menos risco de anemia por deficiência de ferro, por exemplo. Segundo a pediatra, essa técnica não aumenta o risco de hemorragia pós-parto ou perda de sangue nas mães.

O ginecologista José Bento explica que depois que o bebê nasce, é dada uma nota para ele após avaliação da frequência cardíaca, respiração, tônus muscular e resposta a estímulos, por exemplo. A pediatra Marisa da Matta Aprile explica ainda que pode ser necessário que o bebê precise de alguns cuidados especiais, como o uso de vitamina K, para evitar riscos como uma hemorragia. A presença de uma doula também pode ajudar na hora do parto, para que a gestante tenha suporte emocional, como mostrou a reportagem.

Contra a anemia
O programa mostrou também dicas para evitar anemia por deficiência de ferro, problema que pode acontecer com a mulher que menstrua todo mês ou também para quem teve bebê. Segundo o ginecologista José Bento, cerca de 30% das mulheres têm anemia porque perdem sangue durante a menstruação. Para evitar isso, uma das dicas é ingerir alimentos ricos em ferro, como carnes e feijão, de preferência combinados com fontes de vitamina C, que ajudam a aumentar a absorção.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade