JORNALISTA é CONFUNDIDO COM ONçA E MORRE COM TIRO DURANTE CAçADA; POLíCIA APURA CASO
15.07.2014

O jornalista, escritor e compositor Kalixto Guimarães foi morto com um disparo possivelmente acidental durante uma caçada na tarde de segunda-feira (14), em uma área de fazenda na região de  São Félix do Araguaia. A fazenda está localizada a cerca de 30 quilômetros do Distrito do Espigão do Leste. Ele teria sido confundido com um animal, provalmente uma onça, e morreu com um tiro.

Guimarães, que também atuava como compositor, estava na companhia de um irmão e de um colega e teria se afastado dos demais colegas e pode ter sido confundido com um animal selvagem e acabou sendo atingido. Ele morreu na hora e seu corpo ficou preso nos galhos de uma árvore. Há informações de que o disparo possa ter sido efetuado pelo colega de Kalixto. Os três estariam interessados na caça de porcos selvagens quando o acidente aconteceu.

Na manhã de hoje (15) uma equipe da Delegacia de Espigão do Leste, se deslocou para região para tentar localizar os projéteis da arma usada na ação. Não há informações quanto a detenção do autor do disparo. 

O jornalista era autor do livro “Desordem e Retrocesso Na Guerra do Indigenato”, lançado ano passado e que faz uma denúncia quanto ao fomento de conflitos no campo entre índios e produtores na região de Suia Missú.

Policiais informaram que o suspeito do crime deverá se apresentar amanhã , com advogado, para prestar esclarecimentos do caso. 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade