EUA PEDEM A ISRAEL QUE REDOBRE ESFORçOS PARA PROTEGER CIVIS
18.07.2014

Os Estados Unidos pediram nesta quinta-feira (17) a Israel que redobre seus esforços para proteger a população civil no fogo cruzado com o Hamas, depois que ataques aéreos israelenses na Faixa de Gaza deixaram mais de 235 mortos, na maioria civis. Ao menos um israelense morreu.

"Pedimos que redobre seus esforços para evitar baixas civis. Acreditamos que se possa fazer mais neste sentido", afirmou a porta-voz do departamento de Estado, Jen Psaki, aos jornalistas.

Fim da trégua
Nesta quinta-feira, um foguete lançado a partir de Gaza atingiu a localidade israelense de Ashkelon, anunciou o exército, após uma breve trégua no conflito entre Israel e Hamas, iniciado há 10 dias.

 

O foguete caiu exatamente às 15h locais (9h de Brasília), afirma o exército israelense em um comunicado. Os dois lados concordaram com um cessar-fogo por motivos humanitários entre 10h e 15h (4h e 9h de Brasília), a pedido da ONU.

Logo após o disparo palestino, aviões israelenses atacaram um espaço ao ar livre do norte de Gaza. O bombardeio em Beit Lahiya não provocou vítimas e aconteceu ao concluir a trégua temporária, negociada por Israel e o Hamas com apoio da ONU.

A breve trégua foi o primeiro cessar-fogo aceito pelas duas partes desde que Israel iniciou sua ofensiva militar Limite Protetor há dez dias. Segundo os serviços de emergência palestinos, mais de 230 pessoas morreram e 1,6 mil ficaram feridas na Faixa de Gaza até o momento.

Negociações
Representantes de israelenses e do movimento islamita Hamas, que controla a Faixa de Gaza, estavam reunidos no Cairo, no Egito nesta quinta para tentar chegar a um acordo mais compreensivo.

Um oficial israelense chegou a afirmar que Israel e o Hamas alcançaram um acordo para um cessar-fogo a partir de 6h desta sexta-feira (18) em Gaza (0h de Brasília).

Um porta-voz do Hamas, entretanto, negou a existência de um acordo com Israel sobre um cessar-fogo, rejeitando assim a versão israelense.

"As notícias sobre um cessar-fogo são incorretas. Esforços estão sendo feitos, mas não há acordo até agora", disse à AFP o porta-voz Sami Abu Zuhri.

O Hamas rejeitou no início da semana uma primeira iniciativa de cessar-fogo apresentada pelo Egito e que havia sido aceita por Israel.

Segundo a Reuters, o oficial israelense afirmou que os representantes de Israel presentes nas negociações no Cairo aceitaram a proposta, mas o governo israelense ainda precisa aprovar o acordo. De acordo com a fonte, o gabinete responsável pela decisão ainda está examinando os detalhes da proposta.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade