DOIS SãO ASSASSINADOS EM PERíODO DE 6 HORAS EM CUIABá
16.07.2014

Dois assassinatos foram registrados pela Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), num intervalo de seis horas na região metropolitana de Cuaibá. O que chama atenção dos investigadores é que nos dois casos os autores usavam máscaras. Até o momento, criminosos não foram identificados. 

O caso mais recente aconteceu às 11h30 no bairro Ouro Verde, em Várzea Grande. Edilson do Carmo Silva, 20, conhecido como Sapeco, foi executado com três tiros dentro de sua residência. Três homens encapuzados invadiram a casa da vítima. Segundo os vizinhos, Edilson ainda tentou pular o muro, mas acabou baleado.

Um dos disparos acertou no rosto do rapaz, que estava em liberdade condicional há poucos dias. Ele foi preso em julho do ano passado em uma força tarefa da Polícia Civil que desarticulou uma quadrilha acusada de 53 roubos na Cidade Industrial em 43 dias. Sapeco tinha outras passagens por roubo e falsidade ideológica. Em alguns crimes ele foi flagrado com “Cabralzinho”, morto em uma chacina em maio deste ano no bairro Nova Esperança. 

Outro caso de execução nesta quarta-feira aconteceu no bairro Santa Isabel, região oeste de Cuiabá. O comerciante Aparecido Paulino da Silva, 50, caminhava para o trabalho quando foi abordado por dois homens, também encapuzados, que tentaram assalta-lo, mas como a vítima reagiu dois tiros foram disparados. Um acertou a mão e o outro o peito, na altura do coração. 

Vizinhos tentaram socorrer a vítima, mas quando chegaram na Policlínica do Verdão ele já estava morto. Por enquanto a dupla não foi identificada e a DHPP tem poucas informações. Mesmo baleada, a vítima conseguiu confirma a tentativa de assalto.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade