MATO GROSSO é O 10º DO PAíS COM CANDIDATOS FICHA-SUJA
22.07.2014

Presidente da Câmara de Várzea Grande, Waldir Bento, é o 1º na lista de ficha-suja que disputam a Assembleia

ISA SOUSA
DA REDAÇÃO

O Estado de Mato Grosso é o 10º do país em número de candidatos enquadrados na Lei Complementar nº 135, a Lei da Ficha Limpa. O levantamento é daFolha de S. Paulo e foi divulgado no fim de semana. 

São 14 candidaturas enquadradas na norma, que foi aprovada em 2010 e será aplicada pela primeira vez em eleições para presidente, governador, senadores e deputados federal e estadual. 

O primeiro lugar está com o Rio de Janeiro, com 36 candidatos enquadrados na legislação. 

Para chegar ao número, no caso de Mato Grosso, o jornal levou em conta as ações de impugnação de registro de candidatura propostas pela Procuradoria Regional Eleitoral. 

Deputados 

O primeiro da lista entre os candidatos às proporcionais (confira em anexo a relação completa) é Waldir Bento da Costa (PMDB), atual vereador e presidente da Câmara de Várzea Grande, que concorre ao cargo de deputado estadual. 

O segundo é Silvano Ferreira do Amaral (PMDB), ex-secretário de Finanças e Orçamento de Sinop, que foi condenado pelo Tribunal de Contas do Estado por irregularidades consideradas graves e gravíssimas referentes ao exercício do cargo em 2011. 

Na sequência está Maria Izaura Dias Afonso (PDT), ex-prefeita de Alta Floresta, candidata a deputada estadual. 

Como gestora do consórcio intermunicipal de Saúde da região de Alto Tapajós, ela teve as contas rejeitadas em 2005 e, por irregularidade “insanável”, o TCE a tornou inelegível por oito anos, a contar de 2007. 

Em seguida está Meraldo Sá (PSD), candidato a deputado estadual e ex-gestor do Fundo Municipal de Previdência Social de Acorizal, da qual foi prefeito. 

Em 2009, a prestação de contas foi rejeitada e ele foi tornado inelegível por oito anos, a contar de 2010. 

A quinta da lista é a candidata a deputada federal Nelci Capitani (PSD), ex-prefeita de Colniza. 

O motivo do enquadramento é relação a um convênio com o Fundo Nacional de Saúde, que a torna inelegível por oito anos, a contar da data do julgamento em 2013. 

O ex-prefeito de Barra do Garças, Zózimo Wellington Chaparral Ferreira (PC do B), candidato a deputado estadual, também está na lista. 

Conforme a Procuradoria, o motivo é que durante seu mandato como chefe do Executivo municipal, entre 2005 e 2008, ele teve as contas rejeitadas pela Câmara. 

Em seguida está José Domingos Fraga (PSD), candidato a deputado estadual e que, enquanto prefeito de Sorriso, teve as contas municipais rejeitas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e, a contar de 2011, está inelegível por oito. 

Ex-prefeito de Araputanga, Airton Rondina Luiz (PSD), também candidato a deputado estadual, teve contas rejeitadas pelo TCU e ficou inelegível a partir de 2012, por oito anos. 

Os últimos três nomes – Valdir Mendes Barranco (PT, Nova Bandeirantes), José Antunes França (PSD, Castanheira) e Altir Antônio Peruzzo (PT, Juína) – também são ex-prefeitos que tiveram contas rejeitadas. 

No caso de Peruzzo, ele se tornou inelegível por oito anos, a partir deste ano. 

Confira a relação por estados:



Majoritárias

Os candidatos nas majoritárias que aparecem enquadrados na Lei da Ficha Limpa são o senador Jaime Campos (DEM), que concorria à reeleição e desistiu na segunda-feira (21), e o deputado estadual José Riva (PSD), candidato ao Governo do Estado. 

No caso de Jaime, a Procuradoria cita a prestação de contas dele enquanto governador de Mato Grosso (1991-94), em execução de convênio com o Ministério da Saúde para compra de equipamentos hospitalares. 

O acórdão o tornou inelegível por oito anos, a partir de 2009. 

No caso de Riva, é citado que o parlamentar possui quatro decisões judiciais colegiadas de condenação pela prática de atos dolosos de improbidade administrativa, que teriam causado lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito. 

Confira íntegra da reportagem da Folha de S. Paulo AQUI.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade