ELEITORES USARãO URNAS BIOMéTRICAS PARA VOTAR EM 21 MUNICíPIOS DE MT
21.07.2014

Cerca de 15% do eleitorado de Mato Grosso deverá usar a impressão digital para se identificar na urna eletrônica no momento de votar nas eleições deste ano. A informação é do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que habilitou 21 municípios do estado para realizarem o pleito com uso da tecnologia, a qual deve elevar o nível de segurança do processo.

Municípios com urnas biométricasEleitorado
Acorizal 5.221
Araguaiana 2.009
Campo Verde 24.782
Campos de Júlio 3.353
Chapada dos Guimarães 13.582
Cocalinho 3.660
Indiavaí 1.667
Jangada 5.810
Lucas do Rio Verde 33.618
Luciara 1.661
Nobres 10.012
Nossa Senhora do Livramento 10.486
Planalto da Serra 1.931
Poconé 20.493
Ponte Branca 1.671
Pontes e Lacerda 26.004
Rondonópolis 133.493
Rosário Oeste 11.144
Santo Antônio de Leverger 13.352
Serra Nova Dourada 1.085
Vale de São Domingos 2.585

Segundo levantamento da Justiça Eleitoral, 327.629 eleitores mato-grossenses poderão usar as novas urnas para escolher deputados estaduais, deputados federais, senadores e governadores em outubro.

Esses cidadãos têm domicílio eleitoral em 21 municípios homologados pelo TRE após um processo de cadastramento e revisão para fazer uso das urnas eletrônicas que permitem identificação do eleitor por meio da impressão digital.

O maior município que deverá contar com a tecnologia para o voto neste ano é Rondonópolis, a 212 km da capital, com 133.493 eleitores homologados (confira na tabela os dados de cada município, atualizados pelo TRE em junho).

Tecnologia
De acordo com o secretário de Tecnologia da Informação do TRE, Aílton Lopes dos Santos, aos poucos a Justiça Eleitoral pretende abranger um número maior de municípios e eleitores com a tecnologia devido à segurança que ela promove ao processo eleitoral.

“Com a biometria, acaba-se com qualquer possibilidade de uma pessoa votar no lugar da outra”, resume, lembrando que esta é uma tecnologia exclusivamente brasileira – a própria urna eletrônica, aliás, já havia sido uma inovação do país no que diz respeito a processos eleitorais no mundo.

A meta da Justiça é expandir aos poucos a abrangência da biometria em Mato Grosso, mas o maior passo nesse sentido deve ser feito quando Cuiabá e Várzea Grande, cidade da região metropolitana da capital, tiverem seu eleitorado cadastrado e homologado.

Com a inclusão das duas maiores cidades do estado, a abrangência da biometria deverá atingir cerca de 60% do eleitorado local – que consiste em cerca de 2,2 milhões de habitantes.

Todos os cadastros de impressões digitais devem ser revistos em 2015 e periodicamente a partir de então.

Segundo o secretário de Tecnologia do TRE, isso é necessário porque algumas pessoas naturalmente tendem a perder traços das impressões digitais, como idosos ou trabalhadores que manuseiam determinados compostos químicos corrosivos.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade