“JAMAIS VOU FAZER CAMPANHA CONTRA O RIVA”, DIZ SILVAL
29.07.2014

O governador Silval Barbosa (PMDB) afirmou que “jamais” fará campanha contra o candidato ao Governo do Estado, deputado estadual José Riva (PSD), apesar de apoiar o também candidato Lúdio Cabral (PT). 

Em entrevista ao MidiaNews, Silval explicou que tem obrigação partidária com o ex-vereador petista, mas que não pode negar o respeito ao PSD, sigla da qual seu vice-governador, Chico Daltro, é filiado. 

“Eu tenho a Teté [Bezerra, PMDB] ao lado do Lúdio como vice e o Lúdio tem ao seu lado o PR também. Eu tenho que trabalhar por obrigação partidária e pelo companheirismo com eles. Agora, pelo respeito que eu tenho pelo meu vice, pelo PSD, jamais vou poder fazer campanha contra”, explicou.

"Eu acho que o Riva conhece bem o Estado, não tenho dúvidas que ele conhece bem. O Lúdio, por sua vez, vem estudando Mato Grosso, pedindo informações e está se preparando para assumi-lo."


Segundo Silval, será preciso trabalhar para mostrar o que seu arco de alianças fez durante a gestão e deixar a escolha do candidato ao eleitor. O governador também afirmou que aposta em um segundo turno, entre Lúdio e Riva. 

“Nós vamos trabalhar e mostrar o que fizemos em conjunto e ver quem vai para o segundo turno. Eu vou ficar numa situação muito difícil nesse cenário que está se apresentando. O Riva e o Lúdio no segundo turno é um desenho que pode acontecer”, completou. 

Segundo o governador, apesar de perfis bem diferentes, os dois candidatos estão preparados. 

“Eu acho que o Riva conhece bem o Estado, não tenho dúvidas que ele conhece bem. O Lúdio, por sua vez, vem estudando Mato Grosso, pedindo informações e está se preparando para assumi-lo. É a população que vai avaliá-los”, disse.

Silval não comentou a respeito do candidato do grupo oposicionista Pedro Taques (PDT), que tem tido bons resultados nas pesquisas eleitorais, mas deu uma “alfinetada” no pedetista. 

"Administrar hoje a gestão não é coisa simples, do jeito que muitos pensam. Tem muitos vendedores de ilusão que acham que administrar é fácil"


“Administrar hoje a gestão não é coisa simples, do jeito que muitos pensam. Há muitos vendedores de ilusão que acham que administrar é fácil. Fácil é tacar pedra. Só eu sei como é. Eu me dedico à gestão 24 horas por dia. Tenho um quadro de servidores, de colaboradores muito bem preparados e, ainda assim, tenho minhas dificuldades”, disse. 

“Também tenho um alinhamento, posso dizer, muito próximo da presidente Dilma Rousseff (PT), que fez muito por Mato Grosso, para a agricultura do Estado e do Brasil, e está fazendo logística. Então, administrar um Estado que cresce como o nosso e falta orçamento para acompanhar esse crescimento é um exercício permanente”, completou o governador.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade