EM CáCERES, RIVA AFIRMA QUE AMPLIARá SEGURANçA NA FRONTEIRA
28.07.2014

Os 700 km de área da fronteira seca de Mato Grosso terão reforço na segurança para que drogas não entrem com facilidade no Estado. A afirmação é do candidato a governador pela coligação “Viva Mato Grosso”, José Riva (PSD), que prometeu resolver o problema durante reunião com lideranças políticas e comunitárias de Cáceres, neste sábado (26).

Riva lembrou que apesar da responsabilidade de proteção da área de fronteira ser do governo federal, o Estado precisa tomar atitudes emergenciais. “Vamos aumentar em quatro vezes o efetivo das polícias Civil e Militar para combater o problema de entrada de drogas que temos na nossa extensa área de fronteira. Com certeza, é a principal causa da marginalidade. Por isso, precisamos de políticas preventivas com mais profissionais da segurança, investir em tecnologia para nos ajudar nesse combate”, disse, no município que faz fronteira com a Bolívia. 

De acordo com o candidato, é mais prudente para o cidadão a ampliação dos investimentos em segurança pública e proteção dessa área do que ver os seus filhos já na dependência química, tendo que passar por clínicas de recuperação. “Quando se fala em drogas, não há como não lembrar das áreas de fronteira, por onde os entorpecentes entram no Estado. O aumento da criminalidade com certeza se dá em função da entrada de drogas facilmente em Mato Grosso. O maior problema mundial é a droga, precisamos combater isso”, reforçou.

Segundo Riva, centros de recuperação e convênios com igrejas serão firmados para ajudar os dependentes químicos e a sede da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), também será contemplada com mais investimentos na instituição de ensino. 

“A Unemat será o instrumento de transformação da vida dos trabalhadores e seus filhos. Elevamos os recursos da instituição de ensino para os próximos anos, conseguimos o PCCS (plano de cargos, carreiras e salários) dos profissionais e, agora, queremos a expansão de cursos em Cáceres”, disse.

O candidato também anunciou para a população que está fazendo estudos para a implantação de quatro secretarias regionais em Cáceres (oeste), Rondonópolis (sul), Sinop (norte) e Barra do Garças (Araguaia). Por meio delas, o município contará com a presença de toda administração estadual uma vez por mês.

Tangará da Serra

 Na noite deste sábado, Riva esteve em Tangará da Serra e anunciou, em reunião na sede da Ordem dos Advogados do Brasil da seccional local, a construção do hospital regional na cidade durante a sua administração. “É um compromisso do nosso governo resolver os problemas da saúde. Por isso, o hospital regional é imprescindível. Essa cidade tem mais de 90 mil habitantes e merece ter mais atenção do governo do Estado”, argumentou.

Outros pedidos da população foram para a construção do aeroporto municipal da cidade e resolver os problemas de buracos nas rodovias. “Temos que fazer novos asfaltos em Mato Grosso, mas, primeiramente, recuperar os que estão acabados, pois muitos cidadãos perdem a vida por conta de acidentes em função dos buracos. É preciso mais eficiência na gestão pública. Uma cidade como Tangará da Serra, com economia muito forte, precisa ter um aeroporto e ver sanados os problemas nas estradas”.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade