LUCIANE BEZERRA RENUNCIA DE DISPUTAR 2ª SUPLêNCIA NO GRUPO DE TAQUES
31.07.2014

A crise que assola o grupo oposicionista encabeçado pelo senador Pedro Taques (PDT) ao governo do Estado parece não ter fim, pois nesta quarta-feira (30), foi a vez de a deputada estadual Luciane Bezerra (PSB) desistir do projeto eleitoral. Ela renunciou à disputa pelo cargo de 2ª suplente ao Senado assim como já tinha feito o candidato a primeiro suplente, empresário Marcelo Malouf (PSDB) e também o candidato majoritário, senador Jayme Campos (DEM). Com isso, a coligação Coragem e Atitude para Mudar não tem mais nenhum candidato da formação original homologada para a disputa ao Senado.

Luciane também entregou a coordenação da região Noroeste, da camapanha de Taques até então  estava sob sua responsabilidade. 

Em nota oficial divulgada por sua assessoria, Luciane informou que protocolou na tarde desta quarta-feira, 30 de julho, a sua renúncia a vaga de 2ª suplente do Senado na coligação Coragem e Atitude Para Mudar. “A renúncia decorre da desistência do senador Jaime Campos (DEM) de concorrer à reeleição, e do qual partiu o acordo para ocupar a suplência. A deputada acredita que o seu perfil corresponderia ao anseio de mudança e renovação propostos pela coligação para ocupar a vaga em aberto”, diz o comunicado.

A deputada estadual, que tem base eleitoral no município de Juara, onde seu esposo, Oscar Bezerra (PSB) já foi prefeito, havia sido designada para coordenar a campanha de Pedro Taques na região Noroeste, reduto eleitoral do adversário José Riva (PSD), também candidato a governador neste pleito. Contudo, Luciane, nos últimos dias vinha sinalizando o descontentamento com a “missão” recebida, pois afirmava que não tinha nenhuma estrutura para trabalhar e pedir votos para Taques na região.

Ela deixou claro seu descontentamento afirmando a estrutura era muito pequena não sendo “suficiente para levar o nome e até para ter competitividade em uma região que é do deputado estadual José Geraldo Riva (PSD)”. Ela, na verdade, alimentava expectativas que pudesse ser a escolhida para ser a candidata ao senado aós a desistência de Jayme Campos. Com a escolha do ex-governador Rogério Salles, anunciada na noite desta terça-feira (29), o descontentamento da parlamentar só aumentou. “Diante de diversos fatos, Luciane Bezerra também entrega à Coordenação da Região Noroeste, até então sob sua alçada”, justifica ela em nota.

Agora, Luciane afirma que seu objetivo principal será a coordenação da campanha do seu marido, Oscar Bezerra, à deputado estadual. "A continuidade política da parlamentar será avaliada dentro do presente contexto", diz o comunicado.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade