PRESIDENTE DO BARçA ADMITE QUE CASO NEYMAR DANIFICOU IMAGEM DO CLUBE
04.08.2014

Barcelona viveu uma temporada diferente. Não bastasse a falta de títulos importantes, o que já é atípico para um time tão grande, o ano ainda contou com diversas polêmicas fora de campo. Em entrevista ao jornal inglês "The Times", durante sua passagem por Birmingham, o presidente Josep Bartomeu reconheceu que os eventos ocorridos nos bastidores prejudicaram o clube.

- Alguns temas fora de campo causaram dano para a nossa imagem. Mas sempre fomos transparentes. No "Caso Neymar", quando os sócios pediram, revelamos todos os detalhes. Sentimos a pressão de sermos melhores que os outros não só no futebol, mas também no lado social e econômico - ponderou.

Bartomeu admite que a transferência do brasileiro foi o maior problema do Barcelona na temporada, que ainda teve uma punição da Fifa por transferências irregulares de jogadores com menos de 16 anos, que impedia os blaugrana de contratar nas duas próximas janelas. Porém, a penalização da entidade máxima do futebol foi revertida. 

- Quando compramos jogadores, não formamos somente atletas, mas pessoas. Eles crescem com ótimos valores. Nós nunca deixamos a ética de lado - disse Bartomeu, defendendo a política do clube nas categorias de base.

Coletiva Josep Maria Bartomeu Presidente Barcelona (Foto: REUTERS)Josep Bartomeu comenta ainda punição da Fifa a Suárez (Foto: REUTERS)

 

O presidente ainda comentou o caso mais recente do Barcelona: a compra de Luis Suárez e a tentativa de redução de pena do jogador, que atualmente, por determinação da FIFA, só poderá voltar a jogar futebol após o dia 26 de outubro. Os catalães acreditam que conseguirão diminuir a pena do jogador, em novo julgamento diante do TAS - Tribunal Arbitrário do Esporte.

- A reputação dele não influenciou nossa maneira de pensar. Queremos vê-lo em campo e jogando como fez no Liverpool na temporada passada, e devemos lembrar que Suárez se portou perfeitamente.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade