DETENTO DE 23 ANOS MORRE APóS SOFRER AGRESSõES EM PENITENCIáRIA DE CUIABá
04.08.2014

Um reeducando de 23 anos morreu na tarde de sábado (2) após sofrer agressões de outros presos em duas alas diferentes da Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá. Ele cumpria pena por roubo à mão armada. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.

A Secretaria de estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), responsável por administrar o sistema penitenciário em Mato Grosso, confirmou a morte do preso e revelou parte das circunstâncias da ocorrência.

Segundo divulgou a Sejudh, o reeducando estava na ala conhecida como “shelder” e sofreu agressões físicas por parte dos demais presos do local. Os agentes penitenciários notaram a violência e conseguiram retirar o reeducando agredido do meio dos demais.

Em seguida, transferiram-no para outra ala, conhecida como “seguro”, utilizada para triagem e para destinação dos reeducandos que sofrem problemas de convivência com os demais. Haviam apenas 13 presos na ala. Entretanto, lá o reeducando voltou a sofrer espancamentos e acabou não resistindo aos golpes.

O corpo foi encontrado pelos agentes repleto de hematomas, mas ainda não foi possível precisar a agressão que levou à morte, o que deve ser ainda apurado pela perícia.

A diretoria da penitenciária também informou por meio da Sejudh que ainda não obteve informações a respeito das circunstâncias das agressões sofridas pela vítima, como o motivo de ter sofrido violência tanto por parte dos presos da primeira ala quanto por parte dos presos da ala considerada mais segura. Não há reeducandos de alta periculosidade em nenhuma delas.

Ainda de acordo com a Sejudh, a partir desta segunda-feira os reeducandos da ala “seguro” devem passar a sofrer punição administrativa que ainda deve ser definida.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade