POLíCIA APREENDE 242 ANIMAIS POR MAUS TRATOS EM SEIS MESES EM MT
04.08.2014

A Polícia Civil apreendeu durante seis meses deste ano em Mato Grosso um total de 242 animais encontrados em condições de maus tratos ou em cativeiros ilegais. As apreensões foram realizadas pela Delegacia do Meio Ambiente e foram possíveis graças a denúncias anônimas de casos de violência contra animais.

No balanço das apreensões de animais vítimas de violência, o delegado Vitor Hugo Bruzulato encorajou as denúncias anônimas à Polícia, visto que elas representam praticamente 99% dos casos que chegam ao conhecimento da delegacia. Além de maus tratos, devem ser denunciadas suspeitas de criação ilegal de animais em cativeiro.

Dentre os 242 animais apreendidos, 101 são silvestres; 91 são pássaros. As demais espécies silvestres encontradas em cativeiros ilegais são três iguanas, três tartarugas, duas serpentes, um cateto e até uma onça pintada. A lista de espécies apreendidas inclui ainda 33 cachorros e 108 galos de rinha.

Em áreas urbanas, a maior parte das denúncias à Delegacia do Meio Ambiente contém relatos de abandono de animais e privação de alimentos. Já na região do Pantanal, as denúncias mais frequentes são de caça e captura de animal silvestre.

Por sua vez, as rinhas de galo têm se mantido ativas, com apostadores e adeptos, mas a atividade se reduziu devido ao número de flagrantes recentes, segundo a Polícia. A Delegacia inclusive constatou que os criadores dessas aves têm migrado da Grande Cuiabá para eventos na Bolívia.

Todo animal apreendido pela Delegacia do Meio Ambiente é recolhido para abrigos mantidos por entidades protetoras. Os silvestres são encaminhados à Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e ao zoológico da Universidade Federal de Mato Grosso. A Polícia não detém de local para abrigar os animais.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade