JUíZA MANDA INVESTIGAR LúDIO POR SUPOSTO CRIME ELEITORAL
01.08.2014

A juíza eleitoral Ana Cristina Silva Mendes, do Tribunal Regional Eleitoral, determinou, nesta sexta-feira (1º), que uma representação contra o candidato ao Governo pelo PT, ex-vereador Lúdio Cabral, e sua candidata a vice-governadora, deputada estadual Teté Bezerra (PMDB), seja remetida à corregedora eleitoral, desembargadora Maria Helena Póvoas. 

O processo foi impetrado pela coligação “Coragem e Atitude para Mudar”, do candidato do PDT ao Palácio Paiaguás,, senador Pedro Taques (PDT). 

Conforme o teor da ação, Lúdio e Teté teriam realizado captação ilícita de recursos. 

O ex-vereador petista, segundo a coligação de Taques, teria utilizado a sede do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde e Meio Ambiente de Mato Grosso (Sisma-MT) para a realização de propaganda eleitoral e de reunião política com os sindicalizados.

Na justificativa, a coligação “Coragem e Atitude para Mudar” utilizou matérias publicadas por órgãos de comunicação sobre o evento. 

A juíza Ana Cristina Silva Mendes não especificou prazo para que a Corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral avalie o caso. 

Outro lado

A assessoria do candidato Lúdio Cabral afirmou a coligação governista vai posicionar sobre a decisão da Justiça Eleitoral ainda nesta sexta-feira.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade