O PRESIDENCIáVEL TUCANO AéCIO NEVES (PSDB) FARá CAMPANHA NA CAPITAL MATO-GROSSENSE E EM SINOP. A AGENDA SERá FECHADA ESTA SEMANA E DEVE SER ENTRE OS DIAS 17 E 19. ELE DEVE SE REUNIR, NAS DUAS CIDADES, COM LIDERANçAS POLíTICAS, EMPRESARIAIS, DE ENTIDADES, DE ASSOCIAçõES DE MORADORES PARA APRESENTAR PROPOSTAS E TRATAR DOS PRINCIPAIS PROBLEMAS DO ESTADO COMO SEGURANçA E SAúDE PúBLICA, ALéM DE LOGíSTICA. O CANDIDATO TUCANO RECEBEU, NESTA TERçA-FEIRA, EM SEU GABINETE, LíDERES TUCANOS DE MATO GROSSO P
06.08.2014

A obra do Viaduto da Sefaz, na Avenida do CPA, e que integra o pacote de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) na Grande Cuiabá, entrou na mira do Ministério Público Estadual (MPE).

O elevado, que foi a primeira obra do modal a ser liberada para o tráfego há seis meses, será interditado na noite desta quarta-feira (6) por apresentar fissuras nas juntas de dilatação.


Ao MidiaNews, o promotor Clóvis de Almeida Junior, do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, afirmou que o órgão tem inquéritos de acompanhamento de todas as obras da Copa do Mundo, desde que o consórcio apresentou falhas na execução dos pilares do Viaduto da UFMT, no ano passado.

"O que estamos vendo aí não é nada mais, nada menos, do que o MP disse que iria acontecer quando do anúncio desse volume de obras, quando da escolha do modal"

“O que estamos vendo aí não é nada mais, nada menos, do que o MP disse que iria acontecer quando do anúncio desse volume de obras, quando da escolha do modal. Na época, chamavam o MP de ‘agourento’, ‘pessimista’”, disse.

Segundo o promotor, os problemas apresentados pelos dois viadutos estão englobados na ação civil ingressada pelo órgão na Justiça Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF), onde pedem pela nulidade do contrato que, de acordo com Almeida Júnior, está “repleto de vícios”.

“Sempre fomos contra a escolha desse modal com essa quantidade de obras que fogem ao gerenciamento do Estado e não possuem planejamento. Nossa reclamação era de que, da forma como estava sendo feito, tudo seria mal planejado. E é o que ocorreu”, afirmou.

Almeida Júnior disse que possui um engenheiro em sua equipe, responsável pelo monitoramento de todas as obras, que irá acompanhar as fissuras apresentadas pelo Viaduto da Sefaz, a fim de verificar se trata de um problema grave ou não.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade