OS CINCO CANDIDATOS A GOVERNADOR SE APRESENTARAM AO ELEITOR. TODOS FALARAM EM MUDANçA NO ATUAL MODELO DE GESTãO DO ESTADO
20.08.2014

No primeiro programa eleitoral das eleições de 2014 em Mato Grosso, os cinco candidatos ao governo do estado se apresentaram ao eleitor, falaram de propostas e todos destacaram a necessidade de mudança, inclusive o candidato do PT, ex-vereador Lúdio Cabral, que está na disputa com o apoio do governador Silval Barbosa (PMDB).

Lúdio começou mostrando sua trajetória de filho da escola pública e afirmou que se preparou para a tarefa de fazer um governo novo, de marcas, “um governo que vai abrir as portas para a população”. Conforme o candidato, que aparece em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto divulgadas até o momento, sua meta, se eleito, é levar a estrutura do estado para perto do povo. “Vamos avançar na infraestrutura e na logística. Governador que fica encastelado erra mais. Governador que fica junto com o povo tem mais acertos”, disse.

O senador Pedro Taques (PDT), candidato da oposição ao governo, veio com o programa “Pra Mudar no 12”. Segundo ele, “a ideia é a transformação, é a mudança, e o tempo é agora. Quero cuidar de Mato Grosso”, afirmou. Taques, que mostrou uma interação com o eleitor, respondendo perguntas de uma plateia de populares, prometeu uma campanha limpa, “de verdade, de compromissos”. E justificou sua atuação de apenas quatro anos de mandato no Senado argumentando que já apresentou, nesse período, mais projetos do que muitos senadores que cumprem os oito anos de mandato.

O candidato do PHS ao governo, jornalista José Marcondes, o Muvuca, veio com um programa emotivo, lembrando a sua luta contra as drogas. “Eu mostro a realidade, não é programa de estúdio como meus adversários”, disse Muvuca enquanto caminhava numa das cracolândias de Cuiabá. “A vontade e perseverança que tive para sair do fundo do poço, onde me encontrava, tenho para ajudar os usuários de drogas e seus familiares”, disse.

José Roberto, do Psol, abriu o programa eleitoral na televisão em Mato Grosso. Ele falou da hora de mudança e apresentou alguns projetos para administrar o estado. “Quero ser governador para por fim ao ciclo de exclusão”, disse. A proposta de José Roberto é a de ser uma nova alternativa para a população.

O candidato do PSD ao governo, deputado José Riva, que veio com o programa “Força e experiência para mudar Mato Grosso”, disse que enfrenta o maior desafio da sua vida. Riva afirmou que ninguém é perfeito e nem mesmo dono da verdade. Ele aproveitou o programa para se defender das acusações dos adversários. “Tentam impedir minha candidatura a todo custo, mas a cada tentativa, recebo mais e mais apoios. Nossa campanha está só começando. Vou lutar no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), no STF (Supremo Tribunal Federal), não só para reescrever a minha história, mas para fazer um grande governo para o povo de Mato Grosso”, completou.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade