PRESIDENTE DILMA DECRETOU LUTO DE 3 DIAS, E MARINA SILVA FEZ PRONUNCIAMENTO COM PARTIDO. PAíS TEM HOMENAGENS.
14.08.2014

Todas as pessoas que estavam a bordo do jatinho que caiu na quarta-feira (13), em Santos, morreram. Entre as vítimas do acidente aéreo que matou o presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos, estava o piloto Geraldo Magela Barbosa da Cunha, de 44 anos. Sua mulher, Joseline, esta grávida. O segundo filho do casal, que se chamará Ana, deve nascer em outubro.

Joseline está em New Jersey, nos Estados Unidos, na casa do cunhado, Rui Barbosa. Havia viajado para fazer o enxoval da criança, a primeira menina do casal. Segundo o irmão do piloto, a mulher está em estado de choque. O casal mora em Santa Luzia, zona urbana de Belo Horizonte. Rui conversou com o irmão na noite anterior ao acidente pelo Skype. "Ele estava muito feliz com o trabalho e disse que pela manhã faria uma viagem com o candidato. Ele estava trabalhando, fazendo o que gosta", afirmou.

Cunha tinha 20 anos de experiência na profissão. Trabalhou na companhia aéreaTAM antes de assumir o cargo de piloto do candidato.  De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Cunha e o outro piloto da aeronave, Marcos Martins, possuíam, ambos, mais de 1.500 horas de voo registradas na agência. Os dois estavam com as licenças e habilitações válidas e eram registrados como pilotos de Linha Aérea, categoria que determina o número mínimo de horas de voo. De acordo com a agência reguladora, não há registro de outros incidentes envolvendo os dois pilotos.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade