BLAIRO MAGGI FAZ DURAS CRITICAS A PRESIDENCIáVEL MARINA SILVA
01.09.2014

O senador Blairo Maggi, um dos líderes nacionais do PR, fez duras criticas a presidenciável Marina Silva (PSB), há poucos dias, durante encontro da FMC -multinacional do agronegócio- realizado na Argentina, com participação de produtores, economistas e alguns políticos brasileiros. Blairo classificou Marina como "Messiânica, personalista, teimosa e dissimulada".  Blairo estava na platéia assistindo as palestras sobre perspectivas da economia brasileira e fez uma pergunta. Ele se apresentou como produtor rural e expôs em público o que antes vinha dizendo em conversas reservadas. "Se eleita, a única promessa que espero que ela cumpra é que não concorra a um segundo mandato, porque ela será um desastre para o nosso setor. Vi como age quando foi ministra", informa a revista Globo Rural. Com Marina,  Blairo acredita que "não haverá refresco" contrapondo-se à opinião dos ex-ministros da Fazenda Mailson da Nobrega e da Agricultura Roberto Rodrigues. Quando foi governador, entre 2004-2008, Marina comandou o Ministério do Meio Ambiente, no governo Lula, quando foram feitas algumas operações ambientais em Mato Grosso combatendo derrubadas ilegais de florestas para expansão da atividade agrícola e pecuária. Blairo, um dos maiores produtores do país, fez, à época, duras criticas a Marina.

A ex-ministra e Blairo inclusive bateram boca, em Sinop, onde Marina desembarcou para acompanhar, de helicóptero, o andamento da operação que resultou em fazendas embargadas e com várias multas aplicadas aos proprietários, conforme Só Notícias informou. Mailson e Rodrigues avaliaram que Marina Silva tem grandes chances de ser a nova presidenta e que deve compor preferencialmente com o PSDB para obter governabilidade, uma vez que o candidato Aécio Neves tem chances muito reduzidas. Nesse caso, o setor do agronegócio não deveria temer radicalismos por parte da ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente do governo Lula. Ela é inflexível, dura, mas quando há um acordo, ela cumpre", disse Roberto Rodrigues. Ainda de acordo com a Globo Rural, antes de caracterizar Marina como uma "esfinge a ser desvendada", e Dilma como "mais do mesmo", Nobrega  traçou para os produtores rurais um cenário pessimista da economia, com inflação acima da meta, baixo nível de crescimento ou até mesmo estagnação, desemprego crescente e timidez nas reformas necessárias ao país, entre elas a tributária. Mailson da Nobrega chegou a dizer que, de todos os candidatos, qualquer um que ganhasse seria "melhor que Dilma Rousseff". Roberto Rodrigues, ex-ministro no governo Lula, destacou que pela primeira vez os principais candidatos se aproximaram do agronegócio, e que todos se mostraram interessados nos temas do setor. Disse que Aécio Neves seria o mais preparado. 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade