PRESIDENTE DA COMISSãO DE FISCALIZAçãO DOS GASTOS PúBLICOS DA OAB DIZ QUE é PRECISO INVESTIGAR O CASO
18.09.2014

O presidente daComissão de Fiscalização de Gastos Públicosda Ordem dos Advogados de Mato Grosso, seccional de Mato Grosso (OAB-MT), Ivo Matias, disse que vai propor ao presidente do órgão, Maurício Audi, uma investigação sobre a matéria do portalODOCUMENTOque revela transferências de recursos públicos suspeitas de gastos milionários da Secretaria de Estado de Comunicação com as gráficas Print e Defanti, que pertencem aos irmãos Dami, Fábio e Jorge Defanti, respectivamente. 

Matias ressaltou que nos próximos dias vai reunir os membros da Comissão para discutir o caso com o presidente da OAB. Conforme ele, a ideia é elaborar um documento denunciando a situação e encaminhá-lo para os órgãos competentes de fiscalização do dinheiro, como o Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado (TCE).

_“A comissão vai investigar e acompanhar esse caso”, ressaltou ele por telefone aoODOCUMENTO na manhã desrta quinta-feira 18.

Matias enfatizou que as denúncias de gastos da Secom  com as gráficas são “extremamente graves”. “Precisamos entender o que realmente está ocorrendo, pois são valores muitos altos direcionados a apenas dois grupos”.

Ele também destacou que nós últimos meses a Comissão tem se preocupado em acompanhar mais de perto os gastos do Estado com o dinheiro público, principalmente no período da Copa do Mundo quando foi realizado uma infinidade de processos licitatórios. “Por conta disso, a Secopa (Secretaria Extraordinária da Copa) tem sido uma preocupação constante da Comissão que já encaminhou ao Ministério Público uma série de denúncias quanto aos gastos realizados pelo órgão”.

DENÚNCIA 

O Portal ODOCUMENTO apurou que num período de 3 meses a Secom pagou mais de R$ 11 milhões às gráficas Print e Dafanti.

O que também chama atenção é que os pagamentos foram feitos de forma subsequente utilizando-se os mesmos valores, por exemplo: Entre os dias 10 e 24 de julho, a Secom pagou 9 parcelas de 378 mil, que dá um total de R$ 2,8 milhões.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade