SECRETáRIO DE ESTADO DIZ QUE ROGéRIO SALLES é “A POITA” DE TAQUES
24.09.2014

O secretário de Estado de Indústria e Comércio, Alan Zanatta, afirmou que o desgaste da imagem do candidato ao Senado Rogério Salles (PSDB) está “derrubando” a candidatura de Pedro Taques (PDT) ao Palácio Paiaguás.

Segundo ele, o fato de Salles ser réu no Superior Tribunal de Justiça (STJ), por acusações de fraude, e de receber aposentadoria como ex-governador, “quebra” o discurso de Taques.

“O senhor Rogério Salles é a poita de Pedro Taques. Ele está queimando o filme de Taques, porque o eleitor percebeu seu passado sombrio. Ele foi governador por 8 meses, em 2002, e pediu aposentadoria de R$ 15 mil. Nesse mesmo período, ele fraudou venda de ações da Cemat, num rombo de R$ 8 milhões, e responde como réu. Cadê a ética, a moral e os bons costumes?”, questionou Zanatta.

"O senhor Rogério Salles é a poita de Pedro Taques. Ele está queimando o filme de Taques, porque o eleitor percebeu seu passado sombrio"


O secretário, que está em férias, disse que está percorrendo os municípios do Interior e “sentindo o forte desgaste” que Salles provocaria em Taques.

“O eleitor não é trouxa... Ele sabe que é imoral um político trabalhar 8 meses e ganhar R$ 15 mil de aposentadoria, enquanto o trabalhador comum tem que ralar por décadas para ganhar R$ 800 reais. Isso não é postura de um homem que quer ser Senador de Mato Grosso”, disse. 

Segundo Zanatta, o candidato Lúdio Cabral (PT) vem crescendo nas intenções de voto, em todas as regiões, e estará no segundo turno. 

Galindo e Wilson Santos

“É só sair nas ruas para ver isso. O Lúdio cresce a cada dia, principalmente em Cuiabá e Várzea Grande, e vai para o segundo turno. O Pedro Taques não está conseguindo manter seu discurso de honestidade. É só olhar quem está do lado dele, como os ex-prefeitos Chico Galindo e Wilson Santos, além de Júlio e Jaime Campos”, disse.

Tony Ribeiro/MidiaNews

O candidato ao Senado Rogério Salles


Para Zanatta, o candidato do PT também está crescendo com o apoio da presidenta Dilma Rousseff (PT), e terá o ex-presidente Lula em seu palanque, até o próximo dia 30. 

“O Taques está há três anos, ao lado dos bilionários, fazendo campanha e não passa dos atuais percentuais. No segundo turno, eles podem vir com caminhões de dinheiro que não vão ganhar”, disse.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade