NA PRóXIMA QUINTA-FEIRA, OS SEM TERRA SENTAM-SE à MESA COM O INCRA, MP E JUDICIáRIO PARA DAR ENCAMINHAMENTO àS REIVINDICAçõES
23.09.2014

Nove horas depois do bloqueio da BR-070, entre Cáceres e Cuiabá, e outros sete fechamentos de rodovias federais, em Mato Grosso, integrantes do movimento dos sem terra em Mato Grosso aceitaram um acordo proposto pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e deram fim ao protesto.

O coordenador das trezentas famílias que impediram o tráfego de veículos na 070, no trecho de Cáceres, Claudio Maciel, o “Dida”, explicou que o Incra se dispôs a entabular uma conversa, na próxima quinta-feira 25, em Cuiabá, para dar encaminhamento às reivindicações dos em terra. O impasse era trazer para a mesa de reunião outras entidades e órgãos, o que só veio a acontecer após às 14 horas desta segunda-feira 22.

Através de negociações e muita pressão de empresas de transportes e cargas, em Cuiabá e nas suas matrizes, em outros estados, o Ministério Público, o Tribunal de Justiça (onde há processos em curso),o próprio Incra e uma comissão nacional e estadual dos integrantes do movimento dos trabalhadores rurais sem terra acordaram com a proposta de tentar resolver, com brevidade, o problema para que áreas prometidas, alimentação, estrutura em educação e saúde sejam disponibilizados aos assentamentos.

Uma enorme fila de perto de 15 quilômetros, principalmente a direção Cuiabá/Cáceres, formada ao longo desta segunda-feira, começou a diminuir 20 minutos depois da confirmação do acordo. Neste momento, o trânsito já flui com normalidade. Houve algumas discussões entre assentados e caminhoneiros, principalmente, mas nenhum registro de maior gravidade.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade