AL DEFINE MEMBROS DA CPI DA COOAMAT
05.11.2014

O deputado estadual José Riva (PSD) anunciou na sessão desta quarta-feira a composição da CPI da Cooamat. Além dele, que foi o autor da propositura, compõe a comissão como membros titulares os deputados J. Barreto (PR), Dilmar Dal Bosco (DEM), Alexandre César (PT) e Emanuel Pinheiro (PR).

Já como membros suplentes foram anunciados os deputados Mauro Savi (PR), Walter Rabello (PSD), Guilherme Maluf (PSDB), Teté Bezerra (PMDB) e João Malheiros (PR).

Com a definição dos membros, os deputados agora definirão os cargos dentro da comissão. Apesar de obter o direito de presidir a CPI por ser o autor do requerimento, Riva declarou recentemente que não tem a intenção de comandar os trabalhos.

A CPI da Coomat foi criada em meio a polêmicas, diante da retirada de algumas assinaturas às vésperas da instalação da comissão. O deputado estadual Ademir Brunetto (PT) chegou a retirar a assinatura e depois colocá-la novamente. Pouco após a sessão de instalação, o petista tentou retirar seu nome.

DENÚNCIAS

A CPI da Cooamat foi criada diante da suspeita que a cooperativa é usada para operações fraudulentas que chegariam à R$ 500 milhões. De acordo com Riva, as denúncias são graves, e constam mais de 200 procedimentos e infrações na Secretaria de Fazenda (Sefaz). Riva já protocolou a denúncia na Delegacia Especializada em Crimes Fazendários (Defaz).

As cooperativas são isentas de imposto de renda, enquanto as pessoas jurídicas pagam 15%. O PIS das cooperativas sobre a folha de pagamento é de 0,65%, enquanto das empresas comuns é de 1,65%. Elas são isentas de Financiamento de Seguridade Social (Cofins), enquanto para empresas é de 7,6%.

As cooperativas também são isentas de Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSSL), enquanto as empresas no regime especial pagam 9%. Em IOF, as cooperativas pagam 0,38%, enquanto as empresas pagam 6%.

A Cooamat foi a maior beneficiária das operações de Pepro de milho (espécie de subsídio) do Centro-Oeste em 2013, de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), no valor de R$ 40,5 milhões. Em segundo lugar, está o ex-prefeito de Primavera do Leste Getúlio Viana, com R$ 22,2 milhões. Eraí Maggi aparece em terceiro lugar, com R$ 18,4 milhões. Somente na sexta colocação aparece outra cooperativa, a Coop Merc Ind Prod Milho, com R$ 14,3 milhões.

 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade