MILITARES E CIVIL SERãO INVESTIGADOS POR CORREGEDORIAS
30.10.2014

As corregedorias das polícias Civil e Militar vão abrir inquéritos administrativos para investigar a conduta dos dois policiais militares e um civil, respectivamente, que foram presos com produtos que podem ter sido roubados. A carga estava em um caminhão do tipo baú.  

Nesta sexta-feira (24), os representantes das duas corregedorias encontram-se na Central de Flagrantes para acompanharem os depoimentos dos suspeitos.

A Polícia Civil informou, por meio da assessoria, que vai instaurar a sindicância logo após o encerramento do inquérito policial que vai apurar a natureza do crime. O trabalho tem a duração de 10 dias.

Ao final da investigação interna, o corregedor da Polícia Civil, Luiz Henrique, pode optar por uma pena que varia entre uma advertência ou até a expulsão do policial suspeito de roubo. Ele também pode ser inocentado.

A corregedoria da Polícia Militar também enviou um representante à Central de Flagrantes para acompanhar o caso de perto.

O assessor de Marketing Institucional da PM, O tenente coronel, Paulo Serbija, disse que pelos indícios, o crime se trata de natureza comum (quando o militar comete uma infração fora do expediente de serviço) e dessa forma a tendência é que a corregedoria abra uma sindicância administrativa e não leve o caso para a Justiça Militar.

Quantos aos prazos da sindicância ele explicou que o processo é aberto imediatamente e corre paralelo ao inquérito criminal. O trabalho da corregedoria deve durar 20 dias podendo prorrogar para mais 10.

A punição pode ser uma advertência verbal, detenção de 1 a 30 dias, prisão administrativa ou dependendo da gravidade do crime pode resultar na exclusão dos dois policiais militares.  

Os militares e o policial civil foram presos na madrugada desta sexta-feira (24) com um caminhão contendo eletrodomésticos supostamente roubados. Os materiais (televisores, frigobares, geladeiras, micro-ondas e aparelhos de liquidificador) não possuíam notas fiscais. Os policiais também estavam com drogas.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade