BANDIDO ROUBA TRAFICANTE VAI PRA CADEIA E MORRE ENVENENADO COM MISTURA DE áGUA E COCAíNA
30.10.2014

O assaltante Eder Paulo Magalhães, de 29 anos, morreu no final da manhã de hoje (30), após ser obrigado a ingerir uma garrafa com ‘gatorade’, no interior da Penitenciária Central do Estado (PCE). Ele morreu envenenado, possivelmente, por vingança por ter roubado a casa de um traficante. Em quatro dias é o segundo assassinato na unidade prisional.

A bebida, na verdade, trata-se de uma ‘batida’ feita com apenas dois ingredientes: água e cocaína.

De acordo com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), o rapaz possui um longo histórico criminal e na sua ‘ficha’ ele teria sido responsável por cometer um roubo à casa de um traficante.  Nesta manhã ele foi obrigado a beber o ‘gatorade’ e chegou a ser socorrido para a enfermaria da unidade, mas não houve tempo para que fosse transferido a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA),  mas não resistiu e morreu.

Ainda segundo a Secretaria de Direitos Humanos, uma equipe da perícia criminal está no l local e ainda uma equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Nessa semana, no dia 27, o detento Elias Cruz, de 33 anos, foi morto também na unidade. Ele foi atingido com golpes na cabeça. Elias estava preso há cinco dias pelo assassinato de sua ex-companheira, Claúdia Desdeth de Assunção.  O crime foi registrado em maio de 2014, após uma crise de ciúmes de Elias.  A mulher foi morta com  três disparos, sendo que um deles atingiu  o rosto da vítima. Ele já respondia a processo por outro homicídio, de uma ex-companheira, morta no Estado de Rondônia.

No total, a unidade prisional abriga a 1.720 presos e no Estado todo são 9.428 detentos.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade