FAMíLIA DIZ QUE DONO DE CARRO DE LUXO MORREU EM ACIDENTE EM SP
27.01.2015

A família do dono do Volvo S60 que pegou fogo após bater em um poste na Avenida Pedroso de Moraes, em Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo, na madrugada de segunda-feira (26), diz que ele não estava na direção do veículo.

Com o impacto, um transformador caiu sobre o veículo, que ficou completamente destruído pelo fogo. Uma pessoa que estava no lugar do passageiro morreu carbonizada. O comerciante Maurício Fittipaldi Morade seria o passageiro, segundo a família.

Segundo a família, o comerciante estava com um amigo de infância. Após o acidente, o irmão de Maurício disse não ter localizado o amigo do irmão nem a família dele.

“Em todas as casas de todos os familiares que a gente foi desse amigo do meu irmão, ninguém dá informação, ou não estão em casa. Essa pessoa que nós estamos falando está foragida”, afirmou André Fittipaldi Morade.

A imagem de uma câmera de segurança mostra um homem de bermuda e camiseta com estampa. Segundo parentes de Maurício, é a mesma roupa que o amigo vestia quando tirou uma foto na noite de domingo, poucas horas antes do acidente.

“A gente termina o dia com uma conclusão: não era o meu irmão que estava guiando”, afirmou.

Duas testemunhas, porém, reconheceram dono do carro como motorista que desapareceu logo após a colisão. O caminhoneiro Reinaldo Vieira Pinto disse ter visto o carro trafegando em alta velocidade pouco antes do acidente e, após a batida, o motorista deixou o veículo pelo vidro do carro.

O caminhoneiro e outra pessoa pararam para ajudar. “O outro rapaz [outra testemunha] disse: ‘tenente, olha o motorista aqui. Quando ele falou assim, ele correu”, afirmou o caminhoneiro

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade