POLíCIA APURA DENúNCIA DE CáRCERE PRIVADO E MAUS TRATOS A DOENTE EM MT
05.02.2015

A Polícia Civil em Cáceres, a 250 km de Cuiabá, investiga o caso de uma mulher de 48 anos que estaria sendo mantida em cárcere privado e sendo vítima de maus tratos. O cômodo onde ela estava fica nos fundos de uma casa na periferia da cidade e era fechado com grade e cadeado. No início da noite de terça-feira (3), a mulher foi encontrada nua, deitada no chão molhado e suja de fezes, segundo policiais da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher. Ninguém foi preso. Os crimes estariam ocorrendo há mais de 10 anos, segundo informações recebidas pela Polícia Civil.

A denúncia foi feita de forma anônima ao Ministério Público, que acionou a polícia. A mãe, uma idosa de 63 anos, disse que a filha tem esquizofrenia refratária. De acordo com os policiais, o cômodo em que a vítima estava tem um quarto com janela e grade, e um banheiro. A cama é um bloco de cimento no chão, sem colchão, e a comida era servida em potes descartáveis - sem talher. Os restos seriam jogados no quintal. Segundo a polícia, o local cheira a urina, fezes e comida estragada.Uma das irmãs da vítima, que estava na casa, informou à polícia que a doente precisa ficar trancada para evitar que fuja. Essa irmã disse também que a vítima não toma os remédios que precisa há mais de um ano porque a rede pública não está mais fornecendo o medicamento. Segundo ela, sem os remédios, a doente se torna agressiva.

Mulher foi encontrada nua em chão molhado e sujo de fezes em casa em Cáceres (MT) (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Mulher foi encontrada nua em chão molhado e sujo
de fezes em casa. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Ainda conforme a irmã da vítima, a mãe da mulher tem diabetes e está com problemas cardíacos.

Sem flagrante
A equipe da delegacia informou que não foi feito flagrante em função do estado de saúde e da idade da idosa, mas que foi instaurado inquérito para apurar o caso. A delegada responsável pelo caso, Cínthia Cupido, disse que vai pedir medidas urgentes, como a retomada do fornecimento da medicação, tratamento médico adequado, e o encaminhamento da vítima para uma instituição psiquiátrica. 

Remédio
A Secretaria de Saúde de Cáceres disse que os estoques de medicamentos de alto custo estão sendo reabastecidos e que serão repassados pelo estado.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade