800 COMISSIONADOS SERãO EXONERADOS NA PRóXIMA SEGUNDA-FEIRA DA AL-MT
07.02.2015

Cerca de 800 servidores comissionados que atuam na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT) serão exonerados a partir da próxima segunda-feira, 9, de fevereiro. O ato, que praticamente elimina todos os comissionados, será publicado em  Diário Oficial e foi definido após  reunião da mesa diretora da Casa realizada na noite de sexta-feira, 6. Todos os integrantes da Mesa Diretora participaram, assim como o  deputado Wilson Santos (PSDB). O montante de exonerações representa 36% do quadro de servidores.

Leia Mais:
Deputado afirma que AL é usada de forma "absurda" como cabide de emprego e aponta salários de R$ 71 mil

A partir da próxima semana, de acordo com o presidente da AL/MT, Guilherme Maluf (PSDB), a Casa entrará em recesso pelo prazo de dez dias, mas apesar da suspensão do atendimento ao público, os serviços nos gabinetes parlamentares serão intensos, considerando a execução da proposto de oxigenação organizacional. 

A meta do presidente da Casa é de economia. Com a medida de enxugamento, a estimativa é de que a economia chegue a R$ 30 milhões nos dois anos (2015/2016) de gestão de Maluf. O valor economizado do duodécimo será devolvido ao Governo do Estado, com a indicação de emendas parlamentares. No próximo mês, a AL deve iniciar a chamar os aprovados em concurso púbico para Casa. Outra ação em andamento, é quanto a instalação de uma comissão para desenhar, com exatidão, o quadro de servidores da Assembleia. 

Dois dias após ser eleito, Maluf defendeu a necessidade de exonerações. "Estamos nos aprofundando nos dados. Temos um entendimento com a Fundação Dom Cabral, que estará em Cuiabá para programar a reegenharia do quadro funcional para termos uma Assembleia mais eficiente e econômica". 


Na sexta-feira, durante evento de abertura do ano letivo na rede estadual, o deputado tucano Wilson Santos (PSDB) taxou como ‘absurda‘ a quantidade de comissionados atuando na Casa. Declarou ainda a existência de casos onde um servidor recebeu a quantia astronômica de R$ 71 mil em um mês. Ele também reclamou que o número de apadrinhados políticos é aviltante.

A Casa, que possui cerca de 2,2 mil servidores distribuídos entre Mesa Diretora, 1º,2º,3ª e 4º Secretarias, além de Secretaria Geral e de Comunicação Social, Gestão de Pessoas, Serviços Legislativos, Adminstração e Patrimônio e de Planejamento, Orçamento e Finanças. Após o recesso, e diante do novo cenário, os gestores irão deliberar quanto a retomada das atividades.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade