AVENIDA DO CPA FICARá 7 MESES INTERDITADA PARA CORREçãO DE VIADUTO
11.02.2015

A informação foi repassada nesta manhã pela equipe do governador Pedro Taques em audiência pública

Viaduto da Sefaz: problemas do início ao fim

Para a correção da obra do viaduto Jamil Boutros Nadaf (viaduto da Sefaz), que já está interditado há 10 meses, a Avenida do CPA deve dese ser interditada de cinco a sete meses, conforme anunciou o secretário de Gustavo Oliveira, do Gabinete de Projetos Estratégicos do Governo do Estado, na manhã desta segunda-feira (09), em audiência pública para expor detalhes das obras da Copa.

A partir da próxima semana a via sentido bairro CPA-Centro será interditada para que sejam implantadas escoras na base do elevado. Os condutores que precisarem passar pelo local terão que desviar pelo Centro Político Adimistrativo, conforme foi habitual durante a realização das obras da Copa. Já a via sentido Centro para o bairro CPA não terá nenhum impediumento.

De acordo com Gustavo Oliveira, apesar das correções necessárias, a obra que não teve projeto básico de engenharia e que segue interditada, não corre risco de desabamento.

PROBLEMA ANTIGO

Mesmo antes de ser inaugurado, o viaduto já mostrava baixa qualidade, com asfalto defeituoso, rachaduras e abertura de espaços entre as vigas de concreto, que colocariam em risco a segurança da obra.

“Vamos trabalhar firmemente para terminar essa obra de forma técnica. A obra já estava em andamento quando fizeram o projeto, e quando iniciaram a reforma, refizeram o projeto novamente com ela em andamento. Semana que vem começam a colocação das escoras”, afirmou Gustavo.

A obra já custou, até agora, R$18 milhões aos cofres públicos. No entanto, ainda não foi contabilizado se haverá cobranças adicionais do Consórcio VLT-Cuiabá, empresa responsável pela construção.

O Viaduto da Sefaz foi interditado pelo Consórcio VLT parcialmente no dia 26 de julho para que no local fossem realizados reparos nas junções do viaduto, que faz com que a dilatação seja maior do que a prevista. 

No local também foi realizada a blindagem dos cabos elétricos responsáveis pela iluminação do elevado. Já no início de agosto foi anunciada a interdição total do local. Em seguida o Consórcio anunciou que o local permaneceria interditado até 2015 para obras.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade