PRF ABORDA S-10 APóS ULTRAPASSAGEM PROIBIDA E MULHER PEDE SOCORRO, DIZENDO QUE ESTAVA SENDO ESPANCADA
11.02.2015

Acusado negou as agressões e se defendeu dizendo que estava apenas se defendendo do ataque da namorada, com que se relacionava há seis meses.

Comerciante foi autuado pela Lei Maria da Penha, e encaminhado para o Centro de Ressocialização de Cuiabá (antigo Carumbé).

O comerciante Elton Júnior Tessaro Pitchenin, de 29 anos, foi preso acusado de espancar a namorada por várias horas.

Eles estavam em uma caminhonete Chevrolet S-10 e foram abordados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR – 364, próximo a Santo Antônio do Leverger (33 km de Cuiabá), quando a mulher aproveitou a oportunidade e denunciou o agressor aos agentes. O caso ocorreu nesta segunda-feira (9).

Segundo informações registradas no Boletim de Ocorrência (B.O), a mulher denunciou o agressor dizendo que estava sendo espancada  por várias horas na piscina de um clube, localizado no bairro Souza Lima, região periférica de Várzea Grande.

A vítima ainda disse que o homem a forçou entrar na S-10, que tinha placas de Mato Grosso do Sul. Em seguida, ela contou que os dois seguiram para a rodovia, quando continuou sendo espancada dentro do carro, com socos, além de ser esganada.

As agressões só terminaram quando o comerciante foi abordado pelos PRF’s, após ser flagrado realizando uma ultrapassagem em um ponto proibido da BR – 364. 

Em depoimento ao delegado plantonista da Central de Flagrantes, Elton negou as agressões e se defendeu dizendo que apenas estava se defendendo dos ataques da namorada, com quem se relacionada há seis meses. No entanto, foi autuado pela Lei Maria da Penha, e encaminhado para o Centro de Ressocialização de Cuiabá (antigo Carumbé)
.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade