ESTUDANTE DE CIêNCIAS SOCIAIS FAZ PINTURA EM CERâMICA E OBTéM SUCESSO NA EXPOSIçãO
13.02.2015

 

Estudante de Ciências Sociais faz pintura em cerâmica e obtém sucesso na exposição
Rosa Adelaide, 24 anos, sempre gostou de pintar. Desde os tempos escolares, os cadernos eram cheios de desenhos e, no ensino médio, optou por estudar artes pláticas, o que fez durante três anos. “Foi meu primeiro contato com a pintura, mas foi muito básico”, conta a artista, que atualmente estuda Ciências Sociais na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). 

Leia mais:
Loja de brinquedos educativos estimula criatividade, coordenação e mais nas crianças
Cuiabano decide trabalhar fazendo pipas artesanais e já vende cinco mil por mês

No último sábado (7) ela expôs pela primeira vez suas últimas invenções artísticas, as cerâmicas pintadas à mão, e vendeu quase todos os produtos. A ideia de fazer artesanato surgiu por acaso: “Eu passei em frente a uma loja de cerâmica, comprei duas peças e depois achei que elas ficariam bonitinhas se eu as pintasse”, conta. Assim, sem pretensões, ela começou a fazer. 



“Fui desenvolvendo minhas técnicas empiricamente, na tentativa, no experimento, testando materiais novos”, diz Rosa, “Eu não comecei pintando cerâmica, pintava outros objetos antes, tampa de vidro, caixas, cabaças, saía pintando as coisas”. 

Uma das coisas que inspirou a artista foi sua formação acadêmica. Por estudar Ciências Sociais, seu estilo foi influenciado pela antropologia: “O meu interesse por arte popular e arte indígena, que são minhas principais influências, são consequência da minha formação acadêmica”, afirma. 



Por surgir empiricamente, a técnica de pintura de Rosa não é exatamente planejada. Ela conta que às vezes pensa só numa cor e a partir disso faz composições de cores e desenhos: “Não adianta planejar muito porque nunca sai como eu idealizo a princípio, então é um trabalho bem espontâneo”. 
COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade