SERVIDORES DA PROCURADORIA DA REPúBLICA ENTRAM EM GREVE COM LISTA DE REIVINDICAçõES
18.02.2015

 

Servidores da Procuradoria da República entram em greve com lista de reivindicações
 Os servidores da Procuradoria da República em Mato Grosso deliberaram, em assembleia na última quarta-feira (11), por entrarem em greve por tempo indeterminado. A categoria reivindica melhoria salarial, tendo em vista que não recebem reajustes há 9 anos. 

Leia mais
TST mantém decisão que permitiu descontos de dias de greve de forma gradual

Houve ainda protesto devido ao auxílio-moradia de R$ 4 mil dado a todos os procuradores da República, mesmo aos que têm residência fixa. Em todo o país, 121 procuradorias estão paradas.

Em Mato Grosso, uma carta foi encaminhada ao procurador da República Gustavo Nogami, com reivindicações dos servidores. 

“Pedimos vosso auxílio para reivindicar junto aos parlamentares eleitos pelo Estado de Mato Grosso no Congresso Nacional uma atuação em prol da valorização da carreira dos servidores do Ministério Público da União, em especial a inclusão na LOA/2015 de recursos necessários para a aprovação do projeto de Lei 7919/2014, referente ao reajuste dos vencimentos dos servidores desta instituição, com a finalidade de reforçar o trabalho de negociação que já vem sendo feito pelos servidores, através, por exemplo, do encaminhamento de documento oficial aos parlamentares com a pauta de reivindicações dos servidores, sem prejuízo da adoção de outras medidas que julgar pertinente”.

Ainda na carta, os servidores pedem manifestação formal de apoio perante a administração superior do MPU quanto aos pleitos de reajuste de verbas indenizatórias – auxílio-creche e auxílio-alimentação, o pagamento adicional por tempo de serviço, o reenquadramento dos servidores em final de carreira, incorporação do índice de 13,23% referentes ao reajuste de 2003, conseguido em sentença favorável à Anajustra, pagamento de hora extra por plantão, redução do prazo de remoção e a volta da relotação, redução da jornada de trabalho para 6 horas, pagamento de gratificação de perícia sem condicionamento, regulamentação do plantão nacionalmente e demais pleitos com o condão de promover a melhoria das condições trabalhistas.
COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade