CONTENçãO DE REBELDIA E AFAGO DE EGOS ENVOLVEM ESCOLHA DO LíDER DO GOVERNO NA ASSEMBLEIA; WILSON E DILMAR NãO FORAM CONVIDADOS
20.02.2015

 

Contenção de rebeldia e afago de egos envolvem escolha do líder do Governo na Assembleia; Wilson e Dilmar não foram convidados
Embora aparentemente não deva enfrentar dificuldades para costurar uma folgada maioria para as votações no Plenário das Deliberações Renê Barbour, a escolha do líder do governo na Assembleia Legislativa de Mato Grosso vem sendo prorrogada por situações paroquiais e, de forma indireta, pela batalha visceral por cargos no staff. Fonte fidedigna do Palácio Paiaguás confidenciou a interlocutores privilegiados que nenhum dos três nomesbadalados pela mídia, nas últimas semanas, sequer foram convidados.

Leia também:
Taques afirma que já escolheu líder do governo na AL-MT, mas não anuncia; Dilmar é considerado nome certo

Os deputados estaduais Wilson Santos (PSDB), Dilmar Dal’Bosco (DEM), José Domingos Fraga Filho (PSD) e Zeca Viana, pela ordem, os mais citados para o exercício da liderança, afirmaram, em dias diferentes para a reportagem do Olhar Direto, que jamais receberam convite ou trataram do assunto com o governador José Pedro Taques (PDT). 

Caso existisse uma "bolsa de apostas", muitos teriam perdido.Em recente café da manhã com jornalistas Pedro Taques disse que o líder do Poder Executivo, no Legislativo, já tinha sido definido. Todavia, avisou que só seria anunciado no próximo dia 24, quando a Assembleia volta a ter sessões plenárias.

Dos quatro últimos líderes do governo, três conseguiram destaque: Romoaldo Júnior (PMDB), Mauro Savi (PR) e Wagner Ramos (PR) foram reeleitos. Romoaldo e Savi chegaram até a presidência da Assembleia. Somente o último líder do Executivo, então deputado Hermínio Jota Barreto (PR), não obteve êxito na busca por uma cadeira na Câmara Federal, em 2014, ficando com a primeira suplência da coligação ‘Amor à Nossa Gente’.

 
“Engraçado porque me perguntam [sobre a liderança]. Tratei de diversos assuntos com o governador, nos últimos dias. Mas nunca fui convidado”, argumentou Dilmar Dal’Bosco, enquanto deixava o Palácio Paiaguás, na noite desta quinta-feira (19).
 
“Converso sempre com ele [Pedro Taques] sobre diferentes demandas. Mas nunca tratei deste assunto com o governador”, respondeu Wilson, diante do recente questionamento da reportagem do Olhar Direto, sobre se estaria para ser anunciado como líder do Poder Executivo, na Assembleia.
 
“Estou preocupado em honrar os votos que recebi, para o meu terceiro mandato. Líder? Até agora eu não sei nada disso”, emendou Zé Domingos Fraga.
 
A reportagem do Olhar Direto não conseguiu contato com Zeca Viana, que estaria em sua fazenda, em Primavera do Leste – 230 quilômetros de Cuiabá. Em entrevista anterior, Zeca Viana negou que tenha conversado sobre o tema com Taques, mas lembrava ser “companheiro de primeira hora, desde quando ninguém acreditava”.
COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade