MALUF OFERECE US$ 1 MI PARA ENCERRAR PROCESSO EM NOVA YORK
07.05.2014

 

O deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) propôs um acordo à Promotoria da cidade de Nova York, nos Estados Unidos, no qual pagaria uma multa de US$ 1 milhão (R$ 2,2 milhões) para se livrar de uma ordem de prisão preventiva decretada em 2007, para que possa voltar a viajar para o exterior sem correr o risco de ser preso. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

De acordo com a publicação, como parte do acordo, o deputado também entregaria um anel de rubi e diamantes que pertence a Sylvia Maluf, avaliado em US$ 250 mil (R$ 557 mil).

EUA mantêm ordem de prisão contra Maluf e seu filho

A Justiça de Nova York decretou a prisão de Maluf por conta da acusação de que o deputado teria passado parte dos US$ 11,7 milhões (R$ 26 milhões) desviados de obras feitas no período em que era prefeito da capital paulista (1993-1996) pelo banco Safra daquela cidade. O parlamentar nega as acusações.

Por conta desse processo, Maluf foi incluído em 2009 na lista de procurados da Interpol. Num dos tópicos do acordo, Maluf teria de confessar um crime.

Ao jornal, Maluf negou ter desviado recursos da prefeitura de São Paulo.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade