CâMARA ACIONA MP PARA REVOGAR CONTRATO COM A CAB
24.02.2015

 

cab-cuiaba.jpg

 

O vereador Marcrean dos Santos (PRTB)  apresentou nesta terça-feira (24) um  requerimento pedindo ao prefeito Mauro Mendes que não reconduza nenhum dos membros da Agência Municipal de Água e Esgotamento Sanitário (Amaes) para a nova gestão da autarquia. Ele destaca no documento que a medida é necessária em virtude do péssimo serviço da Agência Reguladora que deveria fiscalizar e exigir qualidade nos serviços prestados pela CAB Cuiabá, o que não ocorre na prática.

Outra iniciativa do vereador foi propor uma Moção de Repúdio à Amaes tendo em vista a inércia da atual gestão que está há dois anos na diretoria da Agência Reguladora. Para Marcrean, a omissão dos diretores  e o desrespeito ao direito do consumidor é visível. “A Amaes se mantém inerte mesmo diante das milhares de reclamações e irregularidades na prestação de serviços pela CAB. É apenas uma agência figurativa e inútil ao interesse público”, enfatizou o parlamentar.  

A moção de repúdio foi assinada por 15 vereadores incluindo o líder do prefeito na Câmara, o vereador  Leonardo de Oliveira (PTB). Para justificar o requerimento e a moção de repúdio o vereador juntamente com sua equipe fez um levantamento em várias regiões de Cuiabá e identificou pelo menos 22 bairros sem água nos últimos dias.

Também foram levantadas por Marcrean e sua equipe de gabinete, várias matérias veiculadas na imprensa apontando que entre abril de 2012 quando a CAB assumiu os serviços de água e esgotamento sanitário em Cuiabá,  e setembro de 2014 a CAB liderou as reclamações no Procon. Entre as centenas de queixas, 80% foram denunciando a falta de água nas torneiras dos cuiabanos. “O bairro Jardim União está há 30 dias sem água e adutora já quebrou 24 vezes. Que adutora que é essa, será que é de papel de isopor? Cadê o compromisso da empresa com a população, cadê a Amaes para fiscalizar a CAB? Ela está acobertando as irregularidades, a incompetência dessa empresa. Só aprova os aumentos em taxas e contas”, ressaltou Macrean.

O parlamentar destacou que a população cuiabana não aguenta mais aumentos abusivos. “Só está universalizando os hidrômetros, quebrando as calçadas e vem aumentando as contas de forma abusiva. Os consumidores estão recorrendo ao Procon”, lamentou o vereador.

 

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade