MOTORISTA QUE ATROPELOU MãE E FILHA CONTINUA FORAGIDO
25.02.2015
Advogado do acusado informou que ele irá se apresentar à polícia até semana que vem.
Polícia Civil investiga o caso/Foto: ilustrativa
Polícia Civil investiga o caso/Foto: ilustrativa

O motorista de ônibus coletivo que atropelou e matou uma mulher e sua filha de três anos na noite de domingo (22), em Santo Antônio do Leverger (a 34 quilomêtros de Cuiabá), ainda não se apresentou à polícia. No inquérito, instaurado pela Polícia Civil, ele responde por homicídio culposo – quando não há intenção de matar.

Já faz dois dias que a tragédia aconteceu, mas até agora o motorista não compareceu a delegacia para prestar seu depoimento. No momento do ocorrido, ele teve que fugir para não ser linchado por populares e familiares das vítimas.

O delegado que investiga o caso, Marcel Gomes de Oliveira, disse que conversou com o advogado do motorista que disse que ele irá se apresentar até semana que vem.

Até o momento três testemunhas que estavam dentro do ônibus foram ouvidas. Elas relataram que o motorista foi imprudente no momento do acidente. Que ele devia pelo menos ter olhado no retrovisor.

“Ele está respondendo por homicídio culposo, mas ainda não foi indiciado pelo crime. Até porque precisamos ouvir mais testemunhas, bem como os familiares das vítimas, para tirarmos uma conclusão melhor do caso”, destacou Marcel.

Mas o delegado adianta que o motorista foi “minimamente” imprudente, pois manobrou em local estreito e não permitido, e isso provavelmente provocou o acidente  que resultou na morte da mãe e filha.

Marcel também informou que aguarda os laudos da perícia para dar mais embasamento nas investigações.

Conforme as investigações da Polícia Civil, o motorista acelerou o ônibus antes das passageiras descerem completamente do ônibus.

A lateral do veículo bateu nas vítimas e elas foram levadas pra debaixo do ônibus que passou com as rodas traseiras por cima delas.

O fato revoltou a comunidade local e os parentes das vitimas que tentaram linchar o motorista que teve que fugir pelo mato. Inconformada, a população ainda apedrejou todo ônibus da empresa União Transportes.  

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade