DHPP PRENDE "SERIAL KILLER" ACUSADO DE ESTRANGULAR 5 MULHERES
25.02.2015

Andarilho confessou o assassinato de uma mulher, cujo corpo foi achado no Trevo do Lagarto

 

A delegada Anaíde de Barros, da DHPP, pediu a prisão preventiva do andarilho

Policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) ainda não identificaram a mulher assassinada por estrangulamento, cujo corpo foi localizado na manhã de terça-feira (24), próximo ao Trevo do Lagarto, em Várzea Grande, mas prenderam o autor do crime. 

Trata-se de um andarilho, que vive nas proximidades e que é considerado um “serial killer” – matador em série -, pois confessou o assassinato de outra mulher, ocorrido em setembro do ano passado. 

Ele é acusado de matar pelo menos cinco mulheres, segundo informações da Polícia Civil.

O homem foi localizado na segunda-feira (23) à noite, na região do bairro São Mateus, em Várzea Grande, e foi levado para prestar esclarecimentos na DHPP, em Cuiabá.

“Os crimes ocorreram de forma semelhante. As mulheres foram estranguladas e os locais são próximos. Dois crimes, ele (o andarilho) confessou e do terceiro, que ocorreu no final de janeiro, ele é suspeito”, destacou o delegado Geraldo Gezoni Filho, responsável pelas investigações.

Os crimes teriam sido motivados por uso de entorpecentes. Aos policiais, ele disse não se lembrar o nome das mulheres – apenas os apelidos.

Conforme o delegado, a mulher cujo corpo foi localizado na terça-feira, no Trevo do Lagarto, foi assassinada no último domingo (22) à noite, após um desentendimento, quando faziam uso de drogas. 

Ele negou que tenha mantido relação sexual com a mulher, que era usuária de droga. Disse que a estrangulou. 

Com a confissão, o delegado solicitou pedido de prisão preventiva do andarilho. As mulheres assassinadas continuam sem identificação.


COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade