COMERCIANTES SãO PRESOS ACUSADOS DE VENDER CELULARES ROUBADOS
25.02.2015

B.M.A., 26, e S.E.N.O., 21, foram autuados em flagrante pelos crimes de receptação qualificada e corrupção de adolescente.

Pelo menos 250 smartphones foram apreendidos por agentes da Roubos e Furtos

Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos da Capital prenderam um casal acusado de usar uma loja de conserto de celulares como fachada para a venda de aparelhos roubados, em Cuiabá. 

B.M.A., 26, e S.E.N.O., 21, foram autuados em flagrante pelos crimes de receptação qualificada e corrupção de adolescente.

Com o casal, os policiais apreenderam pelo menos 250 aparelhos de smartphones, avaliados, em média, em R$ 4 mil cada. 

A prisão ocorreu na manhã desta quarta-feira (25), no centro de Cuiabá, quando dirigiam um Honda Civic.

Segundo a delegada Elaine Fernandes, titular da Derf, são celulares roubados ou furtados de diversas empresas, recentemente, na Grande Cuiabá.

Ela acrescentou que, pelo esquema, quando a pessoa chegava para consertar um aparelho, os suspeitos ofereciam um novo com um preço considerado irrecusável. 

Conforme a delegada, o cliente chegava à loja de assistência técnica para consertar o celular e era convencido pelos acusados a comprar um aparelho de celular novo, sem saber que o aparelho era roubado.

A loja está localizada na praça Maria Taquara, onde o movimento de pessoas era considerado intenso.

Com isso, conseguiam vender um aparelho roubado e o entregavam desbloqueado, pronto para o uso. O casal tinha um lucro de cerca de R$ 10 mil mensais.

Além disso, os dois são acusados de aliciar adolescentes para fazer anúncio de venda dos celulares, por meio das redes sociais. 

“A prisão de receptadores é importante, na medida em que se quebra um dos elos do crime, pois, se temos roubo e furto, é porque tem alguém para comprar”, disse a delegada. 

Além do carro apreendido no momento da prisão, os policiais descobriram que o casal havia comprado uma residência num condomínio fechado, em Várzea Grande.

A delegada Elaine Fernandes disse ainda que os policiais estão catalogando os celulares, para descobrirem quais empresas foram vítimas do casal.

COMENTÁRIOS

*** **  ***


VÍDEOS

      
BUSCA:
© Copyright 2014 A Notícias - Política de Privacidade